Logo Super Vestibular
Whatsapp icon Whatsapp
  1. Home
  2. Notícias
  3. Como a guerra entre Rússia e Ucrânia pode cair no vestibular e Enem

Como a guerra entre Rússia e Ucrânia pode cair no vestibular e Enem

Professores falam sobre aspectos relacionados ao conflito e dão dicas para se preparar para o tema.

Publicado por Lucas Afonso
23/03/2022 14h55 , atualizado em 23/03/2022 15h46
Bandeiras da Rússia e Ucrânia
Os impactos ambientais decorrentes da guerra estão entre os assuntos do tema.

No cenário internacional, a guerra entre Rússia e Ucrânia ocupa os espaços midiáticos promovendo diferentes pautas e debates acerca das movimentações que influenciam relações internacionais, economia e a política global. 

Entender o contexto da guerra e suas consequências é fundamental para chegar preparado nas próximas provas de vestibular. Por isso, professores do ensino médio e cursinhos já estão trabalhando o tema com seus alunos.

Ciências Humanas

O mais provável é que questões sobre a guerra entre Rússia e Ucrânia apareçam na prova de Ciências Humanas, ou seja, de Geografia e História. Diante disso, estudar sobre a Guerra Fria e a formação da Organização do Tratado do Atlântico do Norte (Otan) é uma prioridade em 2022.

As tensões entre os dois países se iniciaram devido a diferentes motivos políticos, econômicos e culturais, principalmente após o fim da Guerra Fria com a independência da Ucrânia em 1991. A aproximação da Ucrânia com outras nações europeias e o interesse em fazer parte da Otan provocaram desconfiança por parte da Rússia. A intensificação do conflito teve início no último dia 24 de fevereiro quando as tropas russas invadiram o território ucraniano. 

Saiba mais sobre as tensões entre Rússia e Ucrânia

Tema de redação

O assunto gera várias possibilidades de debates, uma vez que o conflito é marcado pelo aspecto geopolítico, envolvendo questões essencialmente políticas e territoriais. Nesse sentido, o tema pode gerar diferentes propostas de produções textuais em processos seletivos de ingresso ao ensino superior devido aos desdobramentos causados pela guerra.

A professora Vanessa Botasso, do Curso Pré-Vestibular da Oficina do Estudante de Campinas (SP), diz que o tema pode ser cobrado de forma direta, solicitando ao candidato que “se posicione de maneira crítica em relação à postura de líderes políticos frente ao caso ou frente às especulações acerca de uma guerra nuclear”.

As questões indiretas relacionadas à guerra também podem ser cobradas, tais como “a importância da autonomia dos países na geração de energia ou, ainda, a censura à imprensa e os ataques à liberdade de expressão em governos autoritários”, explica Vanessa.

No momento de escrever sobre um tema tão complexo, é necessário, de acordo com a professora, desenvolver estratégias como, por exemplo, evidenciar a globalização enquanto um elemento que possibilita “estabelecer paralelos entre os acontecimentos mais gerais e as microrrealidades”.

No processo de preparação de escrita sobre esse tema, é fundamental que o candidato esteja informado e atualizado quanto ao que ocorreu ao longo do tempo de conflito. Vanessa enfatiza sobre a necessidade de estar atento aos posicionamentos e falas de grande destaque, tanto no meio político quanto no midiático. “Nas redes sociais, vale ficar atento a iniciativas interessantes, como trends e hashtags, que podem ser usadas de exemplo na redação”, completa.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Impactos ambientais

Uma outra possibilidade é o conflito ser abordado em questões de Física, Química e Biologia ou, no caso do Enem, em Ciências da Natureza.

A guerra causa impactos ao meio ambiente devido a fatores como o uso de bombas nucleares e ao risco de usinas atômicas serem atingidas e provocar acidentes catastróficos como o que ocorreu em Chernobyl em 1986.

O professor Dario Francisco, da Oficina do Estudante, analisa que os efeitos devem demandar muito tempo para serem revertidos, ainda mais se houver vazamento de radioatividade. Para o educador, o lançamento na atmosfera de uma grande quantidade de elementos químicos e toneladas de carbono decorrentes do deslocamento de muitos tanques, blindados e explosivos causam profundos efeitos ao meio ambiente. 

A professora de Química Tathiana Guizelini, da Oficina do Estudante, explica que “a explosão dispersa detritos e materiais radioativos na estratosfera. Esses poluentes se espalham e caem pela área ao redor da detonação, por precipitação”. De acordo com a professora, diante desses eventos, chuvas ácidas podem ocorrer e cair na superfície podendo causar câncer.

Outro fator que se destaca são as explosões de minas terrestres, que segundo Tathiana, podem contaminar os solos e consequentemente os animais que se alimentam nessas zonas afetadas, prejudicando a reprodução e reduzindo a expectativa de vida da fauna local. 

“Como os agentes poluidores são de meia-vida muito longa, esses efeitos são de longo prazo, o que pode levar à fragilização dos ecossistemas atingidos por centenas de anos. A poluição espalhada pelo ar tem potencial de levar a mancha de contaminação radioativa a lugares muito distantes da detonação”, conclui a professora. 

Veja também

Chega ao fim o prazo de inscrições do Vestibular 2022/2 de Medicina e demais cursos da Unicap (PE)
A Unicap oferta 1.719 vagas neste vestibular. As provas para os vestibulandos dos cursos presenciais da Unicap serão realizadas em 09 de julho, exceto Medicina, que será aplicada no domingo, 10 de julho.

UFT solta resultado do Vestibular EaD 2022/2
Para a classificação do candidato, foram atribuídos pesos às disciplinas, de acordo com o curso para o qual o candidato se inscreveu.

Idomed recebe inscrições de Vestibular via Enem para bolsas em Medicina
Candidatos poderão concorrer a 19 bolsas integrais para Medicina em diferentes regiões brasileiras por meio de notas do Enem.

Bahiana publica aprovados no Vestibular 2022/2 de Medicina
Candidatos convocados deverão se matricular pela internet entre os dias 4 e 6 de julho.

IFSuldeMinas divulga resultado do Vestibular 2022/2
A seleção dos candidatos foi feita por meio do uso da nota obtida no Enem, em qualquer edição do exame de 2014 a 2021, e também pela prova regular.

Inscrições abertas para o Cursinho FEAUSP 2022
Iniciativa capacita participantes para vestibulares como a Fuvest. Interessados podem se inscrever até 20 de julho.

IFMG divulga resultado do seu Vestibular 2022/2
O Vestibular de Inverno 2022 do IFMG ofereceu 110 vagas para cursos de graduação.

FGV recebe inscrições do Vestibular Unificado 2023
Pedidos de isenção de taxa podem ser feitas até o dia 17 de outubro, de estudantes que estão cursando ou já concluíram o ensino médio na rede pública ou como bolsistas integrais da rede particular.

Resultado do Vestibular de Inverno 2022 da PUC Rio é liberado
Agora, os selecionados deverão realizar as matrículas deverão até o dia 30 de junho.

Inscrições do SiSU 2022/2 já estão abertas
O prazo encerra na próxima sexta-feira, 1º de julho. O MEC já informou a quantidade de vagas e de cursos que são oferecidos nesta edição. São 65.932 vagas confirmadas.

Prazo para se inscrever no PSI 2022 da UFAM chega ao fim nesta terça-feira (28)
Os candidatos ao PSI 2022 da UFAM vão passar pelas provas nos dias 07 e 08 de agosto.

IFSP recebe inscrições para Vestibular 2022/2 com as notas do Enem
Estudantes que fizeram o Enem entre 2017 e 2021 podem concorrer a 880 vagas em cursos superiores.