Logo Super Vestibular
Whatsapp icon Whatsapp
  1. Home
  2. Notícias
  3. Professores analisam provas do Enem 2016

Professores analisam provas do Enem 2016

Estudantes de todo o Brasil fizeram os testes no último final de semana

Publicado por Silvia Tancredi
09/11/2016 18h36 , atualizado em 10/11/2016 16h25

Mais de 5 milhões de estudantes fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016 neste final de semana. No total eles responderam 180 questões objetivas de conhecimentos gerais e produziram uma redação. Os gabaritos foram liberados hoje, 9 de novembro, mais cedo. 

Veja os gabaritos do Enem 2016

Conversamos com os professores do Mundo Educação e do parceiro Oficina do Estudante para saber o que eles acharam das provas de todas as disciplinas. Confira abaixo:

Biologia 

A professora Vanessa Sardinha acredita que o exame educacional seguiu a tendência observada nos outros anos. “O tema mais recorrente foi novamente ecologia, com questões que necessitam de conhecimento básico do aluno e muita interpretação. Na questão que abordava o papel da predação na densidade e tamanho de presas, por exemplo, o aluno deveria analisar criteriosamente e atentamente a tabela. Nesse caso, a atenção ao realizar a prova era determinante. Além de ecologia, outros temas cobrados foram citologia, botânica, imunologia e fisiologia. Isso demonstra o quanto a prova é abrangente apesar do foco claro em ecologia”, diz.

Física 

“As questões de Física do Enem 2016 contemplaram, no geral, os conteúdos referentes a ondas, mecânica, termologia e eletricidade. Destaca-se a necessidade da compreensão do efeito doppler para a resolução de duas questões”, opina o professor Joab Silva. Ele comenta que, neste ano, o assunto mais contemplado foi ondulatória, com um total de quatro questões. Os itens estavam com o mesmo nível dos anos anteriores.

Questão de ondulatória na prova de Física do Enem 2016

Geografia

Amarolina Ribeiro, professora de geografia, diz que, como é habitual nas questões do Enem - não só aos conteúdos relacionados à Geografia - houve a valorização de habilidades de análise e interpretação dos candidatos. “A distribuição dos conteúdos não privilegiou nenhum ramo específico da Geografia como as temáticas físico-naturais ou os aspectos humanos. O nível das questões variou de fácil a medianas, no entanto, a exploração de imagens, charges, mapas e gráficos foi menor nesta edição”.

Questão da prova de Geografia do Enem 2016

História 

“As questões de história do Enem de 2016 foram bastante diversificadas e contemplaram tanto temas clássicos, como a República Velha, a Era Vargas e a América Colonial, quanto temas que estão em discussão na atualidade, como a questão dos esteriótipos de gênero, dos refugiados na Europa, da história da África e da figura do índio na construção da identidade brasileira”, analisa o professor Cláudio Ribeiro. 

Ainda de acordo com ele, o modo de abordagem das questões continua mesclando fontes textuais (como trechos de livros e de documentos históricos) com fontes visuais (cartazes de propaganda, fotografias, charges, história em quadrinhos, etc.). “Chamou a atenção, por exemplo, a abordagem do tema da Revolução Iraniana de 1979 a partir de um trecho da HQ "Persépolis", da quadrinista iraniana Marjane Satrapi. Então é preciso ficar atento a estas linguagens, saber interpretá-las, pois sempre estão presentes no Enem”, afirma. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Matemática 

“As questões de matemática do Enem 2016 seguiram o padrão daquelas que foram propostas em provas anteriores, especialmente com relação ao contexto usado para cada exercício e à sua dificuldade. De um modo geral, os textos das questões de matemática permanecem mais curtos e exigem do estudante um bom nível de abstração e interpretação”, acredita o professor Luiz Moreira. 

Para ele, o nível de dificuldade das questões não foi alterado, mas notamos que seus elaboradores deram preferência para soluções mais rápidas e menores sem ignorar o nível habitual do exame. Os conteúdos mais frequentes na avaliação foram tratamento da informação, no qual o estudante precisa saber lidar com informações apresentadas em gráficos e tabelas; razão e proporção; e geometria plana, espacial e analítica.

“Uma curiosidade: pelo menos 11 questões poderiam ter sido resolvidas usando apenas regra de três simples. Em outras 8 era necessário usá-la indiretamente”, indica. 

Questão de Matemática do Enem 2016

Química 

Para Diogo Lopes, as questões de Química presentes na prova de ciências da natureza do Enem 2016 foram bastante abrangentes, já que contemplaram questões de geral (com ênfase em forças intermoleculares, separação de misturas, solubilidade de sais rendimento e excesso em reações químicas), físico-química com ênfase em concentração comum, datação do carbono, lei de Hess e potencial das pilhas, e orgânica, com ênfase em funções orgânicas, reações de substituição e estereoisomeria. Em comparação com os anos anteriores a prova exigiu mais conhecimento do aluno.

Português

A professora Luciana Araújo avalia que todas as 44 questões da prova de linguagens são desenvolvidas a partir de um texto, ou seja, elas requerem dos participantes conhecimentos acerca dos elementos gramaticais responsáveis pelos efeitos de sentidos nos textos e também sobre a função social dos diversos gêneros discursivos e seus suportes de circulação na sociedade, como o jornal impresso (tecnologias de comunicação), por exemplo. 

“Considero excelente o nível das questões da prova de linguagem, embora reconheça que o tempo seja insuficiente para a realização da prova e que o volume de leitura (quantidade de textos) da prova não condiz com o volume de leitura dos alunos da educação básica no Brasil”

Redação 

O tema da prova de Redação do Enem 2016 foi Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil. “Um tema bem interessante que, da mesma forma que o assunto da prova de Redação de 2015 (“A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira”), trouxe à tona um problema que precisa ser discutido, um entrave que precisa ser solucionado”, analisa a equipe da Oficina do Estudante. 

Ates de elaborar a solução, o estudante teria que ter percebido que a introdução, assim como toda a argumentação de sua dissertação, deveriam responder ao seguinte questionamento: por que há intolerância religiosa no Brasil? A proposta já afirma que há uma intolerância religiosa no Brasil.  Os motivos que levam ao problema seriam um bom “percurso” para um eficiente tratamento do tema. 

Veja também

Inscrições para o SiSU 2022/2 terminam nesta sexta (1)
Nesta edição são oferecidas mais de 65 mil vagas em cursos de 73 instituições de ensino superior públicas.

Unitins divulga resultado do seu Vestibular 2022
A previsão é que as aulas comecem no dia 03 de agosto. Foram ofertadas 240 vagas distribuídas entre os cursos do campus Palmas.

Candidatos ao Vestibulinho 2022/2 das Etecs (SP) já podem acessar locais de provas
Exame será aplicado neste domingo (3), das 13h30 às 17h30.

Mackenzie divulga aprovados no Vestibular 2022/2
Os convocados das unidades Higienópolis e Alphaville deverão se matricular de hoje até 07 de julho. Em Campinas até 19 de julho.

Pernambuco: FPS divulga resultado do Vestibular 2022/2
Instituição disponibilizou neste vestibular 62 vagas para Medicina e 168 para demais cursos de graduação.

UFT e UFNT publicam 2ª chamada do Vestibular 2022/2 via Enem
Etapa de matrículas online ocorre nos dias 5 e 6 de julho.

Prazo para se inscrever no Vestibular 2022/2 da UFU termina hoje (30)
Inscrições podem ser feitas pela internet até às 16h. Taxa é de R$117.

UPE encerra nesta quinta-feira as inscrições do Vestibular EaD 2023
Estão sendo ofertadas 1.410 vagas distribuídas em 16 polos presenciais. Provas acontecem em agosto.

UEMA informa locais de prova do Vestibular 2022/2 de cursos a distância
Candidatos farão provas no dia 3 de julho, para concorrer a mais de 3,5 mil vagas em cursos da modalidade EaD.

Resultado do Vestibular de Inverno 2022 da Acafe está disponível
Os participantes fizeram as provas em 12 de junho, das 13h às 18h20. 

Unisc solta resultado do seu Vestibular de Inverno 2022
Aprovados em Medicina devem se matricular presencialmente na próxima segunda (4), para demais candidatos prazo vai até sexta (1) pela internet.

Chega ao fim o prazo de inscrições do Vestibular 2022/2 de Medicina e demais cursos da Unicap (PE)
A Unicap oferta 1.719 vagas neste vestibular. As provas para os vestibulandos dos cursos presenciais da Unicap serão realizadas em 09 de julho, exceto Medicina, que será aplicada no domingo, 10 de julho.