Logo Super Vestibular
  1. Home
  2. Universidade para Todos
  3. Revalidação de Diplomas emitidos no exterior

Revalidação de Diplomas emitidos no exterior

Para atuar no Brasil, profissionais formados no exterior devem revalidar o diploma de graduação.

Publicado por Rafael Batista
O diploma obtido no exterior só é valido no Brasil se revalidado por uma instituição autorizada.
O diploma obtido no exterior só é valido no Brasil se revalidado por uma instituição autorizada.

Ter graduação no exterior não significa que o profissional pode atuar no Brasil. Existe um processo burocrático de revalidação de diploma que precisa ser respeitado por quem se formou em universidades fora do país. Mesmo se o indivíduo possuir cidadania brasileira precisa respeitar este processo.

No caso dos profissionais que se formaram em Medicina, existe um programa próprio de revalidação de diploma: Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida). Desde 2011, os Médicos que desejam atuar no Brasil devem passar por este processo.

Como funciona

Em vias gerais, para regularizar um diploma no Brasil o profissional deve procurar, a qualquer momento, uma instituição pública que ofereça o mesmo curso ou área equivalente e apresentar a documentação necessária. Depois disso, a instituição revalidadora tem até 180 dias para avaliar o pedido e compor uma comissão avaliadora para analisar o processo.

Documentação exigida
- Cópia do Diploma;
- Cópia do Histórico Escolar;
- Projeto pedagógico autenticado pela instituição estrangeira;
- Nominata e titulação do corpo docente de cada disciplina cursada no exterior, autenticada pela instituição estrangeira;
- Informações institucionais relativas ao acervo da biblioteca e estrutura, quando disponíveis, autenticadas pela instituição estrangeira;
- Reportagens, artigos ou documentos indicativos da reputação, qualidade e serviços prestados pelo curso e instituição estrangeira.

Veja aqui mais detalhes sobre a revalidação

A universidade responsável por revalidar o diploma levará em consideração critérios como organização curricular da graduação, perfil do corpo docente, conclusão e avaliação do requerente. Além disso, o processo observará a equivalência das competências e habilidades entre o curso de origem e o que é ofertado pela instituição brasileira.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Revalidação de diploma
Clique no infográfico para ampliá-lo
Crédito: Portal Carolina Bori (http://carolinabori.mec.gov.br)

Na equiparação feita entre os cursos, serão consideradas também as diferenças existentes entre as formas de funcionamento dos sistemas educacionais, das instituições e dos cursos. A portaria do Ministério da Educação (MEC) que regula esse processo prevê ainda que as universidades revalidadoras podem elaborar normas internas para orientar essa metodologia.

No parecer final, a instituição pode solicitar que o requerente cumpra algumas atividades complementares, caso julgue necessário. Para finalizar o processo será necessário apresentar a comprovação que as matérias foram cursadas com aprovação.

Resultado

Após homologado o resultado, a instituição tem até 30 dias para emitir o diploma revalidado e reconhecido em todo o território nacional. A partir daí, será necessário que o profissional respeite os trâmites previstos para a categoria antes de começar a atuar. Algumas profissões exigem, além do diploma, o registro profissional, que pode ser obtidos no conselho ou junto ao Ministério da Trabalho e Emprego (MTE), conforme o caso.

Veja também

Manual do Candidato do Vestibular 2022 da Fuvest é disponibilizado
No documento, é possível verificar os detalhes sobre inscrições, provas da 1ª e 2ª fases, além de matrículas e outras informações.

2ª chamada do ProUni 2021/2 já pode ser acessada
Agora, os selecionados deverão comprovar as informações prestadas durante a inscrição. A documentação deverá ser apresentada até o dia 11 de agosto.

Estão abertas as inscrições para o SiSU 2021 do 2º semestre
Nesta edição, oferta é de 62.365 vagas em 70 instituições públicas de educação superior

UPE publica resultado dos pedidos de isenção de taxa do SSA 2022
Instituição receberá recursos de amanhã (3) até a próxima quinta-feira, 5 de agosto

Unemat está com inscrições abertas para Vestibular 2021/2 via Enem
Processo seletivo oferece 2.570 vagas em 62 carreiras ministradas em Cuiabá e outras cidades do interior

UFRGS recebe pedidos de isenção de taxa do Vestibular 2021/2
Para participar, é necessário possuir renda igual ou inferior a um salário mínimo e meio e ter estudado na rede pública

ITA recebe inscrições do Vestibular 2022
As oportunidades do ITA são divididas para quem decidir cursar a graduação como civil e e para quem optar por realizar o curso seguindo a carreira militar no Quadro de Oficiais Engenheiros (QOEng).

Inscrições do Vestibular 2022 da Unicamp estão abertas
Interessados em participar podem se inscrever até o dia 08 de setembro. Pedidos de isenção de taxa já foram recebidos.

Unesp solta resultado do Vestibular EaD 2021 de Pedagogia
Seleção ofertou 700 vagas para São Paulo, 50 para Guarulhos e 50 para Cubatão

Hoje é o último dia para se inscrever no Vestibular 2021/2 via Enem do IFF
Devido a pandemia de Covid-19, as provas não serão aplicadas de forma presencial, sendo aceitas as notas do Enem das edições entre 2018 e 2020.

Provas das etapas I e II do PAC 2020 da Unicentro (PR) são aplicadas
As provas das duas primeiras etapas do PAC 2020 serão formadas por conhecimentos dos anos respectivos do Ensino Médio.

Provas do Vestibular 2021 da Unioeste (PR) são aplicadas neste domingo
Os mais de 10 mil inscritos farão as provas de manhã e à tarde, nas cidades de Cascavel, Curitiba, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Marechal Cândido Rondon, Maringá e Toledo.