Logo Super Vestibular

Tecnologia em Laticínios

O tecnólogo em laticínios trabalha na utilização de métodos e tecnologias para a industrialização do leite e de seus derivados.

Publicado por Letícia Oliveira
Dinamismo e criatividade são características importantes para quem deseja ser um profissional da área.
Dinamismo e criatividade são características importantes para quem deseja ser um profissional da área.

O Brasil é hoje um dos maiores produtores de leite do mundo. Somente em 2013 a produção leiteira foi de 35 bilhões de litros. E esse número só tende a crescer, pois, segundo o levantamento do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o consumo per capita anual do brasileiro é de 172,6 litros por habitante, enquanto o recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMC) é de 200 litros.

Com toda essa demanda, nada mais lógico do que ter um profissional para acompanhar e administrar toda essa produção. O Tecnólogo em Laticínios é formado para atender todas as necessidades na área de produção leiteira. Além de tecnológico, o curso é oferecido também como bacharelado em Ciência e Tecnologia de Laticínios, desde 1998, pela Universidade Federal de Viçosa (UFV). 
 
Público-alvo
Criatividade, comunicação e dinamismo são características importantes para quem deseja ingressar nesse curso. O profissional precisa também ter boa capacidade para lidar com números e gostar de trabalhar em equipe, além de ter habilidade para trabalhar com máquinas e equipamentos.

O curso
O curso tem duração média de três anos. Nesse período, o aluno é preparado para lidar com atividades técnicas aplicadas à longa cadeia produtiva de leite e seus derivados. Para isso, o estudante é condicionado a matérias básicas como Física e Química, além de específicas como Química de Laticínios, Análise de Alimentos, Processamento de Leite de Consumo, Microbiologia de Leite e Derivados e Desenvolvimento de Novos Produtos. Há também carga horária de, no mínimo, 99 horas, que devem ser cumpridas por disciplinas optativas. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Mercado de Trabalho
Segundo a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o Brasil está em 5º lugar entre os principais produtores de leite do mundo. Mesmo com um amplo mercado, ainda há carência de profissionais nessa área, o que permite que o graduado seja inserido com facilidade no mercado de trabalho. As melhores oportunidades concentram-se em Minas Gerais, por ser o estado com maior produção de leite do país. 

Formas de Atuação
O profissional graduado em Tecnologia de Laticínios pode atuar em fazendas de produção leiteira, cooperativas e na gestão de controle de qualidade em fábricas de laticínios, além de estar apto para desempenhar atividades como inspeção governamental, gerenciamento e administração de indústrias do ramo. O tecnólogo pode também trabalhar como autônomo, prestando consultorias para empresários da área de laticínios. 

Campos de Atuação

Controle de Qualidade: Acompanhar todo o processo de produção desde a matéria-prima até o produto final. 

Desenvolvimento de Produtos: Desenvolver novos produtos e aplicar novas fórmulas em produtos já existentes; elaborar projetos de redução de custos e maximização da margem de lucro; e desenvolver pesquisas na área de conservação e diminuição de conservantes nos produtos derivados do leite;

Planejamento de Produção: Gerenciar a logística de produção e estocagem de produtos, bem como desenvolver e gerenciar a utilização e as técnicas de maquinário.

Remuneração média
R$ 3.060,00 por seis horas diárias

Exigências para exercício da profissão
Diploma de conclusão do curso Superior de Tecnologia de Laticínios.

A opinião de quem entende
O Super Vestibular quer saber como é a sua experiência como Tecnólogo em Laticínios ou estudante da área. Conte-nos!

Veja também

Inep informa datas das provas do Enem 2020
Notas do exame educacional podem ser usadas para ingressar em cursos superiores

Faculdade Albert Einstein adia provas do Vestibular 2020/2 de Enfermagem
Contudo, as inscrições seguem aberta e serão encerradas em até 15 dias anteriores à nova data das provas, ainda a ser divulgada.

Acafe (SC) solta resultado do Vestibular de Inverno 2020
O processo seletivo desta edição não foi presencial por causa da pandemia do coronavírus. Os candidatos somente foram avaliados pela internet.

Coronavírus: UFT cancela Vestibular 2020/2
Apesar do cancelamento do Vestibular 2020/2, a UFT está com inscrições abertas para o preenchimento de vagas por meio do SiSU, até a próxima sexta-feira, dia 10.

São Paulo: inscrições para Vestibular 2020/2 das Fatecs começam hoje (8)
Por causa da pandemia do coronavírus, candidatos serão avaliados por análise de notas do histórico escolar

MEC abre prazo para consulta de bolsas do ProUni 2020/2
Para participar do programa, é necessário ter feito o Enem 2019. Inscrições começam dia 14 de julho.

Unicamp encerra prazo para pedir isenção de taxa do Vestibular 2021
Conforme cronograma, lista com nomes dos contemplados com a isenção da taxa será divulgada no dia 27 de julho

Unemat não fará Vestibular 2020/2 e selecionará via Enem
A Unemat utilizará as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) das edições de 2017, 2018 e 2019 ao invés do seu tradicional vestibular.

Estão abertas as inscrições do Vestibulinho 2020/2 das Etecs
Interessados em participar podem se inscrever até o dia 21 de julho e a forma de seleção será por meio de análise do histórico escolar.

Inscrições para SiSU 2020/2 já podem ser feitas
Nesta edição, são oferecidas 51.800 vagas em 57 instituições públicas de ensino superior

Saiba como são realizados vestibulares na pandemia do coronavírus
Enquanto algumas instituições resolveram usar notas do Enem, outras criaram vestibulares pela internet

UniRV de Goianésia libera resultado do Vestibular 2020/2 de Medicina
Selecionados para as 60 vagas devem fazer registro acadêmico de amanhã (7) até a próxima quinta-feira, 9 de julho