Logo Super Vestibular
Whatsapp icon Whatsapp
  1. Home
  2. Notícias
  3. Enem 2020 registra somente 28 notas 1.000 na redação

Enem 2020 registra somente 28 notas 1.000 na redação

Das 2,7 milhões de redações, menos de 30 textos alcançaram a nota máxima e 87 mil foram zerados.

Publicado por Érica Caetano
30/03/2021 11h05 , atualizado em 30/03/2021 12h27

As notas do Enem 2020 foram disponibilizadas no início da noite de ontem, 29 de março,  pelo Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Dos mais de 2,7 milhões de candidatos participantes, somente 28 tiraram nota 1.000 na redação.

Resultado Enem 2020

Saiba como recuperar a senha do Enem

O número consegue ser menor do que o registrado na edição do Exame do ano passado, quando dos quase 4 milhões de participantes, apenas 53 tiraram a nota máxima.

 

Temas redação

A edição do Enem 2020 contou com três versões: o Enem impresso (1ª aplicação), o Enem impresso (reaplicação e para Pessoas Privados de Liberdade - PPL) e Enem Digital, as quais tiveram os seguites temas, respectivamente:

  • O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira”
  • "A falta de empatia nas relações sociais no Brasil"Enem impresso 
  • "O desafio de reduzir as desigualdades entre as regiões do Brasil"

Redações zeradas

De acordo com o balanço do Ministério da Educação (MEC), do total de participantes que fizeram a redação do Exame, 87.567 tiraram zero na dissertação, o equivalente a 3,22%.

Dentre os motivos estão:

• Fuga ao tema - 0,93%
• Cópia do texto motivador - 0,46%
• Texto insuficiente - 0,19%
• Não atendimento ao tipo textual - 0,17%
• Parte desconectada - 0,17%
• Redações em branco - 1,12%
• Outros motivos - 0,17%

O Inep também informou que a nota média na redação foi de 588,74 pontos. O índice vai de 0 a 1.000.

Como saber minha média do Enem?

Ao acessar as notas, os participantes podem calcular sua média do Enem. A média é importante para inscrições em programas que usam as notas do Enem para ingresso no ensino superior, como ProUni e Fies.

Calcule sua média no Enem

O que fazer com as notas do Enem?

As notas do Enem não valem para conclusão do ensino médio, função esta que é destinada ao Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), mas podem ser usadas para entrar na faculdade, através do Sistema de Seleção Unificada (SiSU), que oferta vagas em instituições de ensino superior públicas; conseguir uma bolsa de estudos parcial ou integral por meio do Programa Universidade para Todos (ProUni), que oferece bolsas de estudo em instituições particulares para estudantes de baixa renda que estudaram em escola pública. É necessário ter feito o Enem 2020 e ter média de, pelo menos, 450 pontos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Também é possível financiar os estudos por meio do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), que disponibiliza financiamentos em universidades particulares. Os interessados devem ter feito o Enem, sendo aceitas qualquer edição desde 2010, e ter média de 450 pontos ou mais. Também é necessário comprovar renda.

Em vestibulares, já que diversas instituições de ensino, públicas e privadas, realizam processos específicos por meio de análise das notas do Enem ao longo do ano. A maioria dos vestibulares exige notas mínimas nas provas do exame educacional conforme o curso de graduação.

Há também a possibilidade de estudar em Portugal com as notas do Enem, já que mais de 50 instituições portuguesas firmaram convênio com o Inep para permitir o ingresso de brasileiros. No entanto, o estudante deve arcar com todos os custos.

Enem 2020

Pela primeira vez na história, o Enem foi aplicado de duas formas: impressa e digital. O formato das provas foi o mesmo, mas as questões foram diferentes.

Os participantes elaboraram uma redação e responderam 180 questões objetivas de Linguagens e Códigos, Ciências Humanas, Ciências da Natureza e Matemática.

Baixe as provas e gabaritos do Enem

Enem impresso

No total, mais de 5 milhões de estudantes se inscreveram no Enem Impresso 2020. As provas foram aplicadas nos dias 17 e 24 de janeiro. No primeiro dia, 51,5% faltaram e, no segundo dia, 55,3%.

O número de ausentes foi recorde. Alguns estudantes deixaram de fazer as provas por medo da pandemia do coronavírus. O ministro da Educação, Milton Ribeiro, também atribuiu esse índice "ao trabalho de mídia contrário ao Enem muito grande".

Enem Digital

As provas do Enem Digital 2020 foram feitas de forma presencial em computadores. O estilo das questões lembrou games e alguns estudantes aprovaram esse formato. Porém, a redação foi feita à mão. O índice de abstenção também foi alto. No primeiro dia, quase 70% dos inscritos faltaram e, no segundo, mais de 71%.

Reaplicação do Enem

Nesta edição, tanto o Enem impresso quanto o Enem digital foram reaplicados porque alguns estudantes apresentaram sintomas ou foram contaminados pelo coronavírus. Além disso, o estado do Amazonas e outras cidades de Rondônia não realizaram o exame educional devido ao estado de emergência da Covid-19.

Para mais informações, acesse a página do Enem 2020.

 

Veja também

PUC Goiás recebe inscrições para Vestibular 2022/1
Candidatos podem fazer provas ou usar notas do Enem ou do histórico escolar

O que pode cair sobre meio ambiente e clima no Enem 2021 e vestibulares
Incêndios na Europa, relatório IPCC, desmatamentos no Brasil e mais assuntos podem ser abordados nas provas

IFTM vai usar Enem para ingresso em 2022
Além das notas do Enem de anos anteriores, também será aceito o uso do diploma de curso superior.

Paraná: Unioeste solta 2ª chamada do Vestibular 2021
Processo seletivo que ofereceu mais de mil vagas ocorreu no dia 1º de agosto

IFB abre inscrições para Vestibular 2021 do campus Planaltina
Candidatos às 80 vagas serão selecionados pelas notas do Enem 2017 a 2020

Unioeste (PR) recebe inscrições para Vestibular 2021 de Enfermagem
Interessados em concorrer às 42 vagas gratuitas devem apresentar notas do ensino médio

UFU libera notas das provas do Vestibular 2021/2
Previsão é que lista de aprovados neste processo seletivo saia no dia 19 de novembro

Inscrições do Vestibular 2022/1 do FTT já podem ser feitas
Pedidos de isenção da taxa de inscrição serão recebidos até o dia 1º de outubro. Os isentos serão conhecidos no dia 08 de outubro.

Ibmec está com inscrições abertas para o Vestibular 2022/1
A taxa é de R$ 50 para Brasília, R$ 100 para o Rio de Janeiro e Belo Horizonte e R$ 150 em São Paulo. 

Resultado do Vestibular 2021/2 via Enem do IFAC está disponível
Aqueles que queiram interpor recursos poderão apresentá-los nos dias 21 e 22 seguintes. A primeira chamada sairá no dia 24 de setembro.

UEL está com inscrições abertas para o Vestibular 2022
O Vestibular 2022 será realizado, excepcionalmente, em fase única, dia 06 de março, com salas de provas distribuídas em escolas e faculdades em Londrina.