Logo Super Vestibular
  1. Home
  2. Enem
  3. Dicas para o Enem
  4. Dicas de Linguagens e Redação para o Enem
  5. Dicas de redação para o Enem – adequação à norma padrão

Dicas de redação para o Enem – adequação à norma padrão

A língua oral e a escrita fazem parte do mesmo sistema, mas possuem características próprias. Saber disso é fundamental para não se equivocar na redação do Enem.

Publicado por Mayra Gabriella de Rezende Pavan
A prova de redação do Enem causa incerteza em muitos candidatos, pois escrever na modalidade padrão ainda é um problema
A prova de redação do Enem causa incerteza em muitos candidatos, pois escrever na modalidade padrão ainda é um problema

A prova de redação do Enem tem tirado o sono de alguns candidatos, pois muitos ainda têm dificuldade de “pensar por escrito”, além disso, a modalidade exigida pela prova, a escrita formal, continua sendo um problema a ser vencido.

A língua falada e a língua escrita fazem parte do mesmo sistema, embora cada uma possua suas particularidades. Embora, muitos ajam como se a língua escrita fosse a transcrição da falada, isso não é verdade. Por isso, faz-se necessário diferenciá-las de forma clara para que a prova de redação não seja prejudicada.

A língua falada é espontânea e é acompanhada por diversos artifícios que não aparecem na língua escrita, tais como expressões fisionômicas, entonação, mímicas. Por isso, a língua escrita é mais rígida, uma vez que precisa transmitir a mensagem de forma clara e coerente, pois o interlocutor não está próximo.

O Enem exige que o texto dissertativo-argumentativo seja produzido em prosa e em linguagem formal, parece fácil, não é verdade? Para alguns, é simplesmente aplicar as regras de sintaxe (concordância, regência, colocação pronominal e pontuação), de ortografia, construir enunciados coerentes e coesos que o sucesso é garantido, mas não é bem assim. Claro que os fatores citados são muito importantes para o êxito da redação, mas existe outro critério que deve ser considerado: a adequação linguística.

Todo texto busca produzir sentido, mas para que isso aconteça de forma plena, é preciso que a linguagem esteja adequada à comunicação. Por isso, dependendo da relação entre os interlocutores (parceiros da comunicação), a linguagem será mais ou menos formal.

A formalidade e a informalidade estão presentes tanto na fala quanto na escrita, e muitos são os fatores que influenciam nessa divisão: contexto, grau de instrução, interlocutores etc. Embora pareça algo simples, a falta de adequação à norma culta tem reduzido a nota de muitos candidatos. Isso acontece porque muitos são influenciados pela fala e utilizam-se da escrita informal em detrimento da escrita formal exigida pelo Enem.  A seguir, serão apresentadas algumas palavras ou expressões que, apesar de serem muito utilizadas, não são próprias da modalidade culta. Acompanhe:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  1. Marcas de interlocução, ou seja, expressões usadas na fala para testar se o interlocutor (emissor-receptor) está atento ou entendendo o que está sendo dito, por exemplo: “Certo?”, “Entendeu?”, “Viu?”, “Não sabe?”, “Bom.”, “Veja bem.”, etc. Essas expressões não devem ser evitadas na prova de redação, elas devem ser eliminadas, pois não são adequadas para a modalidade formal por fazerem parte da fala;
  2. Palavras abreviadas, tais como vc, pq, tá, tô, ou reduzidas, pra, cê, peraí etc., também não devem aparecer em um texto formal, pois representam marcas de oralidade (fala).
  3.  Evite o uso exagerado dos conectivos que e e. Além disso, cuidado com as palavras que servem de conectivos, tais como então, daí, aí etc. Procure utilizar conjunções mais exatas, por exemplo, se a ideia a ser estabelecida é de oposição, utilize uma das conjunções coordenativas adversativas; se é de conclusão, use as conclusivas, pois, para cada sentido que se queira produzir, haverá uma conjunção adequada.
  4. Elimine as gírias e os coloquialismos (expressões usadas na fala), como pega leve, se toca, dar um rolé etc. Caso os coloquialismos sirvam naquele contexto para criar determinado efeito de sentido, como crítica ou ironia, use as aspas, elas  demonstram para o corretor que a expressão foi utilizada intencionalmente e que o candidato compreende que ela não seria adequada àquele contexto.
  5. Lembre-se de que o texto dissertativo-argumentativo não tem como finalidade mediar uma conversa entre interlocutores, portanto, cuidado com os pronomes que possam remeter a diálogos, como: você, sua, seu, a gente, nós etc.

A leitura é uma grande aliada para a prova de redação. Então, leia muito, procure ler diversos tipos de texto em linguagem verbal ou não verbal. Faça associações entre eles, seja um leitor crítico, chame os amigos para um “papo-cabeça”, não se esqueça de que o conhecimento de mundo (aquilo que é adquirido na escola e fora dela) é muito importante na construção da argumentação.

Veja também

Vestibular 2021 da PUC-Rio começa neste domingo (25)
Interessados nas mais de 1,4 mil vagas fazem provas de manhã ou à tarde em uma plataforma on-line

Procura por cursos tecnológicos cresce mais de 130% nos últimos dez anos
Dado consta no resultado do Censo da Educação Superior 2019 divulgado na manhã de hoje pelo MEC

Censo da Educação Superior: número de estudantes no ensino superior cresceu 43% em 10 anos
O levantamento completo faz parte do resultado do Censo da Educação Superior 2019, disponibilizado na manhã de hoje pelo Inep.

Prazo para se inscrever no Vestibular (PSCS) 2020/2 via Enem do IFPB chega ao fim
Os candidatos podem optar por até duas opções de curso durante a inscrição e para participar é preciso ter feito as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) entre os anos de 2017 e 2019, já que a seleção utilizará as notas do Exame.

Fuvest encerra inscrições para o Vestibular 2021 nesta sexta-feira (23)
Seleção oferece 8.241 vagas em cursos ministrados pela USP. Metade das chances é reservada para cotistas

Cursinho Pré-vestibular de Brasília recebe inscrições para aulas preparatórias para o Enem
As inscrições estão sendo recebidas via internet ou de forma presencial,  nas unidades do cursinho. É preciso apresentar duas fotox 3x4 e cópias do CPF e RG. 

Inscrições para Vestibular 2020 da Unifesspa são encerradas hoje (22)
Interessados nas mais de 300 vagas deverão fazer provas presenciais no dia 13 de dezembro, no Pará

Uninorte (AC) inscreve para o Vestibular 2021 de Medicina
Estão sendo oferecidas 30 vagas e as provas serão realizadas no dia 21 de novembro, no turno vespertino, das 14h às 18h. Elas serão formadas por quatro questões objetivas e uma redação.

FGV disponibiliza cartão da 1ª fase de Direito do Vestibular 2021
Provas estão agendadas para os dias 1º e 02 de novembro, no formato on-line por conta da pandemia.

No RS, UCS inscreve para Vestibular de Verão 2021
Candidatos serão avaliados pela internet. Somente concorrentes às 50 vagas do curso de Medicina farão provas presenciais.

Inscrições do Vestibular 2020 de cursos a distância da UEM (PR) são recebidas
Prazo segue aberto até 18 de novembro e estão sendo oferecidas 1.030 vagas.

Inscrições para Vestibular 2021 de Medicina e Odontologia da SL Mandic (SP) são finalizadas
Nesta edição, o processo seletivo oferece 310 vagas, sendo 250 para o curso de Medicina e 60 para o de Odontologia. Ambas as carreiras são ministradas em turno integral.