Logo Super Vestibular

Horticultura

Curso ainda é oferecido em poucas instituições de ensino, mas mercado brasileiro está em expansão

Publicado por Silvia Tancredi
Curso de Horticultura está em expansão no Brasil
Curso de Horticultura está em expansão no Brasil

O curso de Tecnologia em Horticultura proporciona aos alunos conhecimento detalhado na área de cultura de plantas, flores e verduras. A maioria das aulas é prática e os estudantes aprendem conceitos específicos para alavancar a produção vegetal, aplicando na prática as tecnologias apresentadas nas aulas. 

Em 2017, cinco instituições de ensino superior ofereciam o curso: Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Faculdade de Agronegócios de Holambra (Faagroh), em São Paulo, Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS), Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul (UEMS) e Instituto Superior de Tecnologia em Horticultura (ISTHorticultura), no Rio de Janeiro. 

Os graduados em Horticultura podem atuar na gestão de propriedades agrícolas, em complexos industriais de hortifrutigranjeiros, na carreira acadêmica, entre outras áreas.

Público-alvo

Além de ser direcionado a jovens que têm interesse em atuar e investir em culturas intensivas, o curso de Tecnologia em Horticultura é voltado a produtores rurais, alunos de Engenharia Ambiental, Engenharia Agronômica, técnicos em ciências agrárias e meio ambiente e pessoas que já trabalham com projetos na área de horticultura.

Para se dar bem na profissão, recomenda-se que o estudante seja proativo, atualizado e, em especial, goste de trabalhar e viver no campo. Também é importante que o estudante tenha interesse em novas tecnologias e possua espírito empreendedor.

O curso

Desde os primeiros semestres do curso de Horticultura, os alunos têm aulas de disciplinas específicas, como topografia, produção de mudas, ecologia agrícola, ciência do solo, fisiologia vegetal, hidrologia, paisagismo e jardinagem, economia rural, olericultura, controle químico, manejo de pomares e fruticultura, entre outras. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Ao longo do curso, também são oferecidas disciplinas mais gerais, como matemática, inglês, economia, administração do agronegócio, recursos humanos, saúde e segurança do trabalho, informática e legislação. 

Nos últimos semestres, os alunos passam por estágio supervisionado, o qual é considerado obrigatório, e fazem trabalho de conclusão de curso. 

Duração média

O curso de tecnologia em Horticultura costuma durar de 2 anos e meio a 3 anos, dependendo da instituição.

Mercado de trabalho

O mercado de horticultura está em expansão, especialmente nas regiões Centro-Oeste, Sudeste e Sul. Pela falta de profissionais na área, o mercado brasileiro importa especialistas da Europa. 

Geralmente, o profissional é preparado para administrar a sua propriedade, mas também pode trabalhar em empresas, institutos, complexos industriais de hortifrutigranjeiros, na carreira acadêmica, entre outros locais.

Formas de atuação

Os profissionais da área normalmente atuam na gestão de propriedades agrícolas, desenvolvem pesquisas em institutos e empresas, realizam assessoria e consultoria no ramo da horticultura, planejam e implementam projetos de horticultura, ministram aulas e coordenam pesquisas em instituições superiores de ensino, entre outros ramos de atuação.

Campos de atuação

Propriedades agrícolas
-Administrador e consultor;

Institutos e empresas
-Assessor e Desenvolvedor de pesquisas;

Carreira acadêmica
-Professor e coordenador

Remuneração média

Por ser uma profissão nova, ainda não há uma remuneração média. Os salários variam de acordo com a competência e proatividade do trabalhador.

Fonte: Professor Geraldo Eysink, da Faagroh.

Veja também

Unesp abre inscrições para Seleção 2021 de Olimpíadas Científicas
Processo seletivo oferece 195 vagas em 30 cursos de graduação, como Administração e mais de dez áreas da Engenharia

Ibmec recebe inscrições do Vestibular 2021/1
As oportunidades destinam-se aos cursos de Administração, Ciências Contábeis e Ciências Econômicas, Direito, Relações Internacionais, Engenharia, Comunicação Social – Publicidade e Propaganda, Arquitetura e Urbanismo.

Enem 2020 tem recorde de abstenção com mais da metade de inscritos faltosos
Foi registrada a ausência de mais de metade dos inscritos. Ministro responsabilizou a pandemia e a imprensa pelo grande número de faltosos.

Prazo para se inscrever no Vestibular 2021 de Medicina da UniCEUB chega ao fim
As provas do Vestibular de Medicina acontecem no dia 10 de fevereiro de 2021, das 14h às 18h, em Brasília/DF. 

Enem 2020: Inep divulga prazo para envio de laudos para solicitação de reaplicação
Diagnosticados com doença infectocontagiosa, incluindo Covid-19, poderão passar pelo Exame novamente desde que apresentem no prazo os laudos médicos.

Tema da redação do Enem 2020 aborda doenças mentais
A informação foi divulgada logo após o início das provas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), em sua conta no Twitter.

Provas do Enem 2020 começam a ser aplicadas hoje (17)
Devido a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), portões de acesso aos locais de prova serão abertos meia hora mais cedo, a fim de evitar aglomerações.

Cederj publica notas objetivas do Vestibular 2021/1
Desempenho na prova de redação poderá ser conferido no dia 29 de janeiro

UPE solta local de prova da 1ª e 2ª etapa do SSA 2021
Estudantes farão provas em 31 de janeiro e 1º de fevereiro, em Recife e oito cidades do interior do Pernambuco

IF Goiano está com inscrições abertas para o Vestibular 2021/1
Oportunidades são para as unidades de Catalão, Cristalina e Trindade nos curso de Tecnologia em Horticultura e os bacharelados em Agronomia, Sistemas de Informação, Engenharia da Computação, Engenharia Civil e Engenharia Elétrica. 

Unicap divulga resultado do seu Vestibular 2021
A seleção dos candidatos da Unicap foi por meio da utilização das notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ou por prova on-line.

Inscrições para ProUni 2021/1 encerram nesta sexta-feira (15)
Programa oferece 162.022 vagas, sendo 76.855 bolsas integrais e 85.167 parciais (50% do valor do curso)