Logo Super Vestibular

Tecnologia em Biocombustíveis

Mercado de trabalho está em expansão no Brasil, uma vez que o país está entre os maiores produtores do mundo de etanol e biodiesel

Publicado por Silvia Tancredi
A produção de biodiesel é um dos campos de atuação do tecnólogo em biocombustíveis
A produção de biodiesel é um dos campos de atuação do tecnólogo em biocombustíveis

Os biocombustíveis são combustíveis de origem biológica ou natural, cujas matérias-primas são cana-de-açúcar, soja, milho, palma, girassol, entre outras. Por ser uma fonte renovável de energia e com menor impacto para o meio ambiente em relação aos combustíveis derivados do petróleo, por exemplo, sua utilização vem sendo incentivada por vários países, incluindo o Brasil.

A necessidade de pesquisar e desenvolver biocombustíveis criou uma demanda por profissionais especializados, o que motivou a criação de cursos superiores de Tecnologia em Biocombustíveis. Esses cursos possibilitam o maior conhecimento e desenvolvimento profissional de técnicos que já atuam na área e de pessoas que querem entrar no mercado.

Quem atua na carreira deverá extrair essas matérias-primas e transformá-las em biocombustíveis, cujos exemplos mais conhecidos são biodiesel, bioetanol, biogás e bioeletricidade. Em seguida, precisa fazer análises químicas, físicas, bioquímicas e microbiológicas desses produtos. Por fim, o tecnólogo atuará na produção e desenvolvimento desses biocombustíveis. 

O profissional estará preparado, ainda, para atuar na distribuição e comercialização dos biocombustíveis, sempre respeitando as normas de segurança e de qualidade e focando na preservação e conservação ambiental

Público-alvo

O estudante que prestar vestibular para o curso de Tecnologia em Biocombustíveis precisa gostar das disciplinas de química e biologia, defender a biodiversidade vegetal, conservar o meio ambiente e adotar conceitos de sustentabilidade. Também é necessário que seja uma pessoa atualizada, curiosa, inovadora e aberta a novos processos e tecnologias.

O curso

O curso de Tecnologia em Biocombustíveis ainda é raro, existindo menos de 10 em todo o país. Ele é encontrado principalmente em institutos federais (IFs), como os de São Paulo (IFSP) e Mato Grosso (IFMT). Também é oferecido na Faculdade de Tecnologia do estado de São Paulo (Fatec), em Araçatuba, Jaboticabal e Piracicaba.

Nos primeiros semestres do curso, os alunos veem disciplinas básicas como Biologia, Física, Química, Bioquímica, Cálculo e Agronomia Básica. Nos próximos semestres, há aulas de matérias mais específicas ao curso, como:

  • Mecânica dos Fluidos;
  • Microbiologia;
  • Produção Canavieira;
  • Processamento de Óleos e Gorduras;
  • Produção de Matérias-Primas Graxas;
  • Produção de Etanol;
  • Produção de Biodiesel;
  • Química de Biocombustíveis;
  • Armazenamento e Transporte de Biocombustíveis;
  • Motores para Biocombustíveis;
  • Controle de Qualidade;
  • Biomassa;
  • Bioeletricidade;
  • Legislação para Biocombustíveis;
  • Gestão de Refinarias.

Antes de se formar, os estudantes podem buscar um estágio em usinas de biocombustíveis, o que ajuda muito na inserção no mercado de trabalho. Há vagas principalmente no Mato Grosso, Rio Grande do Sul, São Paulo, Goiás, Paraná e Rio de Janeiro.

Conheça também o curso de Engenharia de Energia

Mercado de trabalho

O mercado de trabalho de biocombustíveis no Brasil é amplo pela necessidade de produção de energias sustentáveis e alternativas ao petróleo. Em 2020, o País alcançou a maior produção de etanol da história. Dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgados em 2018 apontaram que o Brasil é o segundo maior produtor e consumidor de biodiesel.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O profissional pode trabalhar em indústrias e usinas que produzem e distribuem os biocombustíveis, em laboratórios de controle de segurança e qualidade, em instituições de pesquisas, em agências e órgãos governamentais, entre outros. Por fim, há ainda a opção de abrir o próprio negócio. 

Formas de atuação

O tecnólogo em biocombustíveis pode atuar de várias formas, entre as quais:

- Atuação em toda a cadeia de biocombustíveis: o profissional vai trabalhar desde a extração das matérias-primas até a produção, análise, planejamento, desenvolvimento e distribuição dos biocombustíveis.

- Comercialização dos produtos: depois que os biocombustíveis já foram produzidos, o tecnólogo pode atuar especificamente na parte comercial dos produtos, justamente por conhecer como funcionam todas as etapas de produção.

- Análise de segurança e qualidade: ao conhecer toda a cadeia de produção dos biocombustíveis, o profissional pode trabalhar na inspeção dos produtos, testando-os e verificando se eles estão aptos para o mercado. O trabalhador pode também analisar se essas fontes de energia alternativa já inseridas no mercado precisam de algum tipo de melhoria ou se têm alguma falha.

- Pesquisa e desenvolvimento de novos biocombustíveis: o graduado em Tecnologia de Biocombustíveis pode fazer pesquisas para encontrar novas formas de energia e, em seguida, atuar na cadeia de desenvolvimento.

- Desenvolvimento de máquinas e equipamentos: nesse caso, o profissional pode auxiliar na criação maquinários de última geração para ajudar a ampliar o mercado desses produtos.  

- Consultor de desempenho em motores: quem trabalha na área de biocombustíveis pode, ainda, analisar se esses produtos estão colaborando para que os motores tenham desempenho adequado ou se estão causando algum tipo de transtorno.

Remuneração média

Não existem muitas referências sobre o salário de um tecnólogo em biocombustíveis, pois o curso ainda é escasso no país. A média de um engenheiro de petróleo e biocombustíveis é de R$ 10 mil, segundo o site da agência Catho.

Exigências para o exercício da profissão

Possuir diploma de tecnólogo em biocombustíveis. Há também a opção de se formar em Agronomia, Biologia, Engenharia de Energia e Engenharia de Petróleo e buscar uma pós-graduação na área de biocombustíveis.

Veja também

Provas do PAC 2020 da Unicentro (PR) são adiadas outra vez
A Unicentro solicita que os candidatos de todas as fases do PAC fiquem atentos ao site da instituição para caso hajam novas alterações nos calendários.

Resultado do SiSU 2021/1 é liberado
Inscrições para a lista de espera também começam nesta sexta-feira, 16 de abril.

IFGoiano divulga resultado preliminar do Vestibular 2021/1
Para participar foi inecessário que o estudante já tivesse terminado o ensino médio já que no momento das matrículas, será necessário apresentar o Certificado de Conclusão do Ensino Médio.

UFPR anuncia nova data das provas do Vestibular 2021
Processo seletivo ocorreria no final de março, mas foi adiado por causa do estado de emergência da pandemia do coronavírus

IFMG publica resultado final do Vestibular 2021
Também foi divulgado resultado do Vestibular Complementar 2021, que ofereceu vagas para os campi Ouro Preto, Sabará e Santa Luzia

Minas Gerais: Uniube abre inscrições para Vestibular 2021/2 de Medicina
Processo seletivo oferece 36 vagas. Curso é ministrado em dois campi situados em Uberaba

UFPA solta listão do PS 2021
Foram selecionados 7.018 candidatos que preencherãoas 7.355 vagas oferecidas e distribuídas em 196 opções de cursos ministrados em 19 municípios do Pará.

Pré-vestibular Municipal de Belém recebe inscrições
As aulas terão início no dia 12 de maio, realizadas de forma remota, na modalidade de Educação à Distância (EAD), por conta da pandemia do coronavírus (Covid-19).

Lista de remanejáveis na 3ª etapa do SSA 2021 da UPE é publicada
A terceira etapa do SSA 2021 da UPE ofereceu 1.730 vagas em 54 cursos de graduação. Do total de chances, 20% são reservadas a candidatos cotistas.

SiSU 2021/1: inscrições terminam nesta quarta-feira (14)
Para disputar uma das 206.609 vagas em 109 instituições de ensino, é necessário ter feito o Enem 2020

Convocações da lista de espera do Fies 2021/1 serão feitas até hoje (14)
A próxima etapa prevista no calendário é que os pré-convocados nessa lista deverão complementar as informações prestadas no momento da inscrição no site do Fies.