Logo Super Vestibular
  1. Home
  2. Notícias
  3. Enem 2020: infectologista orienta medidas de prevenção ao coronavírus

Enem 2020: infectologista orienta medidas de prevenção ao coronavírus

Especialista recomenda a troca de máscara a cada três horas de provas, além do distanciamento desde a entrada até a saída do local de provas.

Publicado por Érica Caetano
13/01/2021 00h05 , atualizado em 13/01/2021 00h05

Os participantes da edição de 2020 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) passarão por uma experiência que nenhum outro estudante de edições anteriores já passou: a realização das provas no meio de uma pandemia. 

As provas do Enem 2020 serão realizadas nos próximos quatro domingos: dias 17 e 24 de janeiro, versão impressa, e dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro, versão digital. Além do uso da máscara, que é item obrigatório e é indispensável para a não contaminação, os estudantes também precisam estar atentos a outros cuidados, já que estarão dividindo o mesmo espaço por várias horas enquanto realizam o Enem.

Por mais que todos os cuidados sejam tomados, o risco de contaminação ainda existe, pois estamos acompanhando o crescimento do número de casos de Covid-19 no país, o que vem sendo chamado de segunda onda da pandemia. É até por isso que muitos estudantes pedem um novo adiamento das provas do Enem.

Leia também: Justiça nega adiamento das provas do Enem 2020

Recomendações

O Super Vestibular conversou com o infectologista Marcelo Daher, consultor da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), para orientar os estudantes sobre recomendações de prevenção ao coronavírus nas provas do Enem.

De acordo com Daher, o uso de máscaras é muito importante, mas não é só isso. É preciso que se respeite o distanciamento de 2 metros, assim como a higiene das mãos constante. "O ideal é que se mantenha o afastamento das cadeiras e que estas estejam posicionadas em locais bem ventilados. O uso da máscara complementa a proteção, caso isso não aconteça", ressalta.

Ainda sobre as máscara, ele orienta que se use uma de boa qualidade, como as cirúrgicas, que possuem de duas a três camadas, ou tipo N 95. No caso de máscaras de pano, o ideal é que elas estejam bem colocadas e sejam trocadas a cada duas a três horas. Então, é recomendável levar duas máscaras reservas.

O uso correto das máscaras também faz toda diferença, pois, se usada de forma errada, não possui eficácia. Também é importante não tocar na parte frontal da máscara, pois facilita o acesso das partículas virais ao nariz e a boca.

"O uso incorreto da máscara é como não usar. Por isso é importante que a máscara cubra o nariz e a boca e que seja capaz de vedar. A máscara protege quem usa e o outro." (Marcelo Daher, infectologista consultor da SBI)

O médico também comentou sobre a questão da alimentação e a ingestão de líquidos durante as provas. "Como estamos pensando em situações de baixo risco, a retirada momentânea da máscara não trará tanto risco, mas o ideal seria manter o uso contínuo." 

Vale lembrar que, para retirar a máscara de proteção, não se deve nunca pegar na frente da mesma, por onde você respira. Ela deve ser retirada pelas laterais, nos elásticos, e antes de retirá-la é preciso higienizar as mãos com álcool em gel.

A preocupação do infectologista sobre as provas do Enem são em algumas localidades, onde o crescimento do número de casos está muito alto. Para ele, nesses locais as medidas deveriam ser mais restritivas. Ele também reforçou que candidatos com problemas de saúde deverão conversar com seus respectivos médicos a respeito do risco de comparecer as provas do Enem 2020.

Mudanças no Enem

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou no mês de julho novos editais com algumas medidas de prevenção ao coronavírus

Os participantes deverão, obrigatoriamente, usar máscara de proteção facial desde a entrada no local de prova até a saída, assim como os acompanhantes de mães que estiverem amamentando. A máscara deverá cobrir a boca e o nariz do participante, que poderá ser eliminado do Enem caso não respeite a determinação;

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Os procedimentos de fiscalização, como identificação do participante, vistoria de materiais, lanches e artigos religiosos, serão realizados respeitando o isolamento entre as pessoas. A ida ao banheiro será controlada e os estudantes terão que higienizar as mãos na entrada e saída dos banheiros

Pessoas que estiverem com Covid-19 ou outras doenças transmissíveis nos dias do Enem 2020 poderão solicitar a reaplicação das provas. O pedido será recebido antes do exame, pela Página do Participante.

Segundo o Inep, estima-se que o Enem 2020 seja realizado em 205 mil salas, em 14 mil pontos de aplicação. A orientação é que somente seja ocupada a metade da capacidade original das salas. Em 2019, o Enem foi aplicado em 145 mil salas, em cerca de 10 mil locais de prova.

Uso de máscara

O item 12.6 do edital do Enem 2020 informa que: "Durante a identificação do participante, será necessária a retirada da máscara de proteção à Covid-19, sem tocar sua parte frontal, prosseguida da higienização das mãos com álcool em gel próprio ou fornecido pelo aplicador, antes de entrar na sala de provas".

Ainda de acordo com o documento, serão eliminados os candidatos que permanecerem no local de provas sem a máscara de proteção à Covid-19, e aqueles que não utilizarem a máscara cobrindo totalmente o nariz e a boca, desde sua entrada até sua saída do local de provas.

Não há nada no edital sobre eliminação para os casos de candidatos que não troquem a máscara após certo período de uso contínuo da mesma bem como caso toquem na parte frontal da máscara.

Alteração horário de entrada

Os portões de acesso às salas onde serão aplicadas as provas serão abertos às 11h30, meia hora mais cedo, para evitar aglomerações. Nas edições anteriores, os portões das escolas onde houve aplicação do Exame abriram às 12h e foram fechados às 13h. O início das provas, marcado para o próximo domingo (17) e dia 24 de janeiro, será às 13h30.

Segundo o órgão, essa alteração no horário é uma das medidas de segurança adotadas em decorrência da pandemia de Covid-19 para garantir uma aplicação segura para os 5.783.357 inscritos.

Salas especiais

O Inep também destinará salas especiais, com até 12 carteiras, para pessoas que, de acordo com o Ministério da Saúde e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), são mais vulneráveis à Covid-19. Esses perfis serão detectados na base de inscritos no Enem 2020.

Entre esse grupo de pessoas estão gestantes, lactantes, idosos e pessoas com condições médicas preexistentes, como cardiopatias, doenças pulmonares crônicas, diabetes, obesidade mórbida, hipertensão, doenças imunossupressoras e oncológicas.

Provas

As provas do Enem impresso estão marcadas para os domingos 17 e 24 de janeiro de 2021. Já as do Enem Digital, nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

Os dois estilos de Enem terão o mesmo formato. Veja abaixo a distribuição das provas:

1º domingo: 45 questões objetivas de Linguagens e Códigos, 45 questões de Ciências Humanas e Redação
2º domingo: 45 questões de ciências da natureza e 45 questões de matemática

O gabarito oficial do Enem 2020 será publicado até o terceiro dia útil após a realização das últimas provas. A previsão é que o resultado do Enem 2020 saia no dia 29 de março de 2021.

Veja também

Enem 2020 encerra com 55,3% de ausentes
Exame educacional apresenta maior índice de abstenção da história

Inscrições do Vestibular 2021 da UEMS encerram neste domingo (24)
Estudantes da rede pública de ensino puderam solicitar isenção de taxa de inscrição. Eles tiveram que apresentar documentação comprobatória. A lista de beneficiados com a gratuidade já foi disponibilizada.

Enem 2020: provas do 2º dia são realizadas neste domingo (24)
Participantes responderão 45 questões objetivas de Ciências da Natureza e 45 de Matemática. Hoje, provas terminam às 18h30.

Locais de prova do Vestibular 2021 da UFGD estão disponíveis
As provas objetiva e de redação serão realizadas no dia 07 de fevereiro, nas cidades de Dourados e Campo Grande. 

Fundação Estudar recebe inscrições para bolsas de estudo 2021
Bolsas são parciais, podendo ser de 5% a 95%, no Brasil e no exterior. Há vagas para graduações e pós-graduações.

UFBA adere ao SiSU 2021 para todos os cursos, exceto Música
O SiSU será usado excepcionalmente esse ano, pela inviabilidade de realizar os testes de habilidades específicas de forma presencial.

IFMT inscreve para o seu Vestibular 2021/1
A seleção será feita exclusivamente pela análise do histórico escolar dos dois primeiros anos do ensino médio nas disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática, Química, Física, Biologia, História e Geografia.

Covid-19: UFRJ cancela THE de alguns de seus cursos
De acordo com a Universidade, o motivo da suspensão do THE se deve a necessidade de distanciamento social causada pela Covid-19

Faculdade Albert Einstein (SP) divulga resultado do Vestibular 2021/1 de Enfermagem
A oferta do Vestibular da Albert Einstein é de 240 vagas, das quais 120 são para Medicina e outras 120 para Enfermagem. 

UEM solta locais de prova do Vestibular EaD e PAS 2020
As provas do vestibular EaD e PAS estão previstas de acontecerem nas cidades de Apucarana, Cascavel, Campo Mourão, Cianorte, Goioerê, Ivaiporã, Loanda, Londrina, Maringá, Paranavaí e Umuarama. 

Univag (MT) divulga aprovados no Vestibular 2021/1 de Medicina
As provas do Vestibular 2021/1 de Medicina foram aplicadas em 20 de dezembro, das 13h30 às 18h. O processo seletivo do Univag contou com uma redação e 60 questões objetivas de disciplinas estudadas durante o Ensino Médio.

Unicamp antecipa resultado da 1ª fase do Vestibular 2021
Instituição divulgou lista de aprovados oito dias antes do esperado. Resultado sairia dia 29 de janeiro.