Logo Super Vestibular
Whatsapp icon Whatsapp
  1. Home
  2. Notícias
  3. Saiba como são realizados vestibulares na pandemia do coronavírus

Saiba como são realizados vestibulares na pandemia do coronavírus

Enquanto algumas instituições resolveram usar notas do Enem, outras criaram vestibulares pela internet

Publicado por Silvia Tancredi
06/07/2020 18h22 , atualizado em 07/07/2020 16h23

Em meio à pandemia do coronavírus, vestibulares com provas presenciais ficaram comprometidos. Para respeitar as regras de isolamento social, a maioria das instituições teve que cancelar os processos seletivos in loco e criar novas estratégias para avaliar os candidatos. 

Grande parte das universidades optou por selecionar os vestibulandos por meio das notas do Enem. Há algumas que aceitam o desempenho da última edição do exame educacional; outras, para ampliar o leque, recebem notas de até dez edições passadas. 

Nesse caso, os estudantes precisam fazer a inscrição no processo seletivo e também apresentar o número de inscrição no Enem para que as notas sejam localizadas. É importante destacar que somente são aceitas notas acima de zero. Geralmente, as universidades exigem notas mínimas. 

A Universidade Tiradentes (Unit), com unidades em Alagoas e Sergipe, por exemplo, exigiu que os vestibulandos tenham notas mínimas de 450 pontos no Enem, mas, para o curso de Medicina, a pontuação aumenta: mínimo 600 pontos. 

Vestibulares on-line

Porém, há instituições de ensino que resolveram inovar e criaram vestibulares on-line, nos quais os concorrentes são, literalmente, avaliados pela internet. Há provas teóricas ou práticas, dependendo do processo seletivo. 

Entre os exemplos de vestibulares on-line, está o do Insper, de São Paulo, que já era conhecido por adotar um vestibular com etapas práticas. Antes da pandemia, os estudantes faziam as tradicionais provas presenciais e, ainda, eram submetidos a desafios ou precisavam resolver problemas. 

Saiba como funcionam os vestibulares com etapas práticas

Plataforma específica

Com a pandemia do coronavírus, o Insper mudou o formato do vestibular. Agora, a primeira etapa é a realização de provas de conhecimentos gerais em uma plataforma on-line específica. Para isso, é necessário que o estudante esteja conectado à internet por meio de um computador desktop ou de um notebook, com webcam e microfone.

Os selecionados para a segunda fase devem, então, passar por quatro atividades obrigatórias, todas agendadas e monitoradas pela internet:

  • Desafio de design
  • Dinâmica em grupo
  • Arguição oral
  • Redação 

Vídeo

A Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) é outra instituição que mudou o formato do processo seletivo para se adequar às regras do isolamento social por causa do coronavírus. Com isso, o vestibular on-line é composto por uma entrevista de 30 minutos com um professor do curso e uma redação.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O diferencial, de acordo com Alexandre Gracioso, vice-presidente acadêmico da ESPM, é que o candidato não só produz a redação como também precisa realizar um vídeo. "Primeiro o candidato grava um vídeo com a ideia e depois envia o texto. Assim, avaliamos o raciocínio lógico e a clareza de ideias. Como no vídeo ele precisa desenvolver a ideia, depois somado o texto, teremos um bom resultado na avaliação", explica.

Entretanto, Gracioso destaca que a ESPM apenas antecipou o novo formato do vestibular, uma vez que já tinha essa alteração em mente. "Estamos realizando mudanças nas trilhas de todos os cursos há alguns anos e o nosso processo seletivo, mais dia menos dia, também seria totalmente transformado".

A Universidade Metodista (SP) criou um vestibular on-line para se adequar
ao isolamento social na pandemia do coronavírus

Segurança

O desenvolvimento da redação no vestibular on-line também é um destaque da Universidade Metodista de São Paulo. Nesse caso, os concorrentes precisam se logar em um sistema e escolher um tema para dissertar entre cerca de cem opções disponíveis.  

Leandro Cardoso Lula, coordenador Comercial da Educação Metodista, ressalta que a instituição fica atenta ao período de produção do texto. "O candidato tem até 120 minutos para fazer a prova. Se ultrapassar o período, precisa encerrar, logar-se novamente e iniciar outra prova com outro tema", explica.

O coordenador salienta que, como parte de segurança, as redações são corrigidas com os mesmos critérios do Enem, há assinatura digital com validade jurídica (ICP-Brasil) e prova com chave criptografada (hash) para viabilizar auditoria. Além disso, na matrícula digital há detecção automática de plágio. 

Veja também

PUC Goiás recebe inscrições para Vestibular 2022/1
Candidatos podem fazer provas ou usar notas do Enem ou do histórico escolar

O que pode cair sobre meio ambiente e clima no Enem 2021 e vestibulares
Incêndios na Europa, relatório IPCC, desmatamentos no Brasil e mais assuntos podem ser abordados nas provas

IFTM vai usar Enem para ingresso em 2022
Além das notas do Enem de anos anteriores, também será aceito o uso do diploma de curso superior.

Paraná: Unioeste solta 2ª chamada do Vestibular 2021
Processo seletivo que ofereceu mais de mil vagas ocorreu no dia 1º de agosto

IFB abre inscrições para Vestibular 2021 do campus Planaltina
Candidatos às 80 vagas serão selecionados pelas notas do Enem 2017 a 2020

Unioeste (PR) recebe inscrições para Vestibular 2021 de Enfermagem
Interessados em concorrer às 42 vagas gratuitas devem apresentar notas do ensino médio

UFU libera notas das provas do Vestibular 2021/2
Previsão é que lista de aprovados neste processo seletivo saia no dia 19 de novembro

Inscrições do Vestibular 2022/1 do FTT já podem ser feitas
Pedidos de isenção da taxa de inscrição serão recebidos até o dia 1º de outubro. Os isentos serão conhecidos no dia 08 de outubro.

Ibmec está com inscrições abertas para o Vestibular 2022/1
A taxa é de R$ 50 para Brasília, R$ 100 para o Rio de Janeiro e Belo Horizonte e R$ 150 em São Paulo. 

Resultado do Vestibular 2021/2 via Enem do IFAC está disponível
Aqueles que queiram interpor recursos poderão apresentá-los nos dias 21 e 22 seguintes. A primeira chamada sairá no dia 24 de setembro.

UEL está com inscrições abertas para o Vestibular 2022
O Vestibular 2022 será realizado, excepcionalmente, em fase única, dia 06 de março, com salas de provas distribuídas em escolas e faculdades em Londrina.