Logo Super Vestibular
  1. Home
  2. Enem
  3. Dicas para o Enem
  4. Atendimento especializado no Enem

Atendimento especializado no Enem

Pessoas com cegueira, surdos, gestantes, idosos e mais têm direito a ajuda na hora das provas

Publicado por Silvia Tancredi
Interpretação de linguagem de sinais é um dos recursos do atendimento especializado no Enem
Interpretação de linguagem de sinais é um dos recursos do atendimento especializado no Enem

A Política de Acessibilidade e Inclusão do Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que organiza o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), garante atendimento especializado a alguns participantes nos dias de aplicação das provas. 

A solicitação de atendimento pode ser feita por pessoas que possuem baixa visão, cegueira, deficiência física, deficiência auditiva, surdez, deficiência intelectual (mental), surdocegueira, dislexia, autismo, gestante, lactante, idoso, estudante em classe hospitalar e/ou pessoa com outra condição específica. 

Mas, como funciona o atendimento especializado no Enem? São recursos de acessibilidade para tornar mais adequado o espaço e/ou momento de realização da prova. Sala de fácil acesso, horário adicional, aparelhos auditivos, intérpretes de sinais, tratamento pelo nome social e acompanhantes são alguns exemplos. 

Como pedir atendimento especializado no Enem?

O atendimento especializado no Enem deve ser solicitado pelo estudante no momento da inscrição. Apenas o tratamento pelo nome social, opção voltada para travestis e transexuais, deve ser solicitado em um prazo específico, depois do encerramento das inscrições.

O resultado dos pedidos é liberado cerca de 15 dias depois. Quem não foi contemplado pode entrar com recurso, durante quatro dias. 

Leia também: como faço minha inscrição no Enem?

Esse tipo de atendimento é um direito dos participantes e está descrito no edital do Enem. Mas, em algumas situações, a pessoa precisa anexar documentos que comprovem a sua condição e por que precisam do atendimento especializado. Os comprovantes devem ser apresentados no momento da inscrição no Enem.

Alguns exemplos de documentos exigidos são certidão de nascimento, laudos médicos e diagnóstico com a descrição da condição que motivou a solicitação e o código correspondente à Classificação Internacional de Doença (CID 10).

Quais os tipos de atendimento especializado?

Veja, a seguir, os casos de atendimento especializado no Enem mais comuns e quais recursos de acessibilidade a organização do exame oferece:

Gestantes e idosos

Em ambas as situações, os inscritos contam com sala de fácil acesso e apoio para pernas e pés. 

Lactantes

Mulheres lactantes têm direito a tempo adicional de 60 minutos para ficar com o bebê. No restante do tempo, ele deve ficar com um acompanhante. 

As lactantes precisam apresentar certidão de nascimento do bebê ou laudo que comprove a gestação com o nascimento do filho próximo à data da aplicação da prova.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Cegueira

O atendimento especializado no Enem para pessoas com cegueira contempla prova em braile, ledor, transcritor, acompanhamento do cão-guia e sala de fácil acesso. 

Pessoas com cegueira também podem usar materiais próprios, tais como máquina Perkins, punção, reglete, assinador, tábuas de apoio, sorobã e cubaritmo – instrumentos que auxiliam na escrita e em cálculos para pessoas cegas. 

Surdocegueira

O participante surdocego tem a disposição três guias-intérpretes, prova em braile, transcritor e sala de fácil acesso.

Baixa visão ou visão monocular 

Esses estudantes têm acesso à ledor, transcritor, prova com letras e figuras ampliadas e sala de fácil acesso. É disponibilizado também um programa que possibilita a leitura de textos na tela do computador, por meio de voz sintetizada, que descreve tudo o que aparece no monitor.

Pessoas com problema de visão ainda podem usar alguns materiais próprios, como caneta de ponta grossa, tiposcópio, óculos especiais, lupa, telelupa e luminária. 

Deficiência auditiva e surdez

Pessoas com deficiência auditiva ou surdez possuem tempo adicional de 120 minutos por dia de prova, tradutor-intérprete de Língua Brasileira de Sinais (Libras), leitura labial e videoprova em Libras. 

Autismo, discalculia, deficit de atenção e dislexia

Alguns recursos para pessoas com essas condições são ledor, transcritor e tempo adicional de 60 minutos por dia de prova.

Deficiência intelectual

Estudantes com deficiência intelectual têm à disposição ledor, transcritor e sala de fácil acesso.

Deficiência física

Pessoas com deficiência física tem como atendimento especializado no Enem transcritor, sala de fácil acesso e mobiliário adaptado (mesa e cadeira sem braços e mesa para cadeira de rodas).

Estudante em situação de classe hospitalar

Participantes internados e que tenham informado essa condição no momento da inscrição no Enem poderão fazer as provas no hospital desde que exista disponibilidade de instalações adequadas para aplicação do exame.

Travesti/transexual

Participantes travestis e transexuais têm a opção de receber tratamento pelo nome social. Os cadernos de provas são personalizados com o nome social e o participante pode escolher qual banheiro usar (masculino ou feminino).

Acidentes ou imprevistos

Caso o inscrito no Enem tenham algum problema, como acidentes ou imprevistos, depois do prazo de inscrições, ele precisa entrar em contato com a organização do exame por meio do telefone 0800 616161, em até dez dias antes da aplicação do exame.

Veja também

Prazo para se inscrever no Vestibular (PSCS) 2020/2 via Enem do IFPB chega ao fim
Os candidatos podem optar por até duas opções de curso durante a inscrição e para participar é preciso ter feito as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) entre os anos de 2017 e 2019, já que a seleção utilizará as notas do Exame.

Fuvest encerra inscrições para o Vestibular 2021 nesta sexta-feira (23)
Seleção oferece 8.241 vagas em cursos ministrados pela USP. Metade das chances é reservada para cotistas

Cursinho Pré-vestibular de Brasília recebe inscrições para aulas preparatórias para o Enem
As inscrições estão sendo recebidas via internet ou de forma presencial,  nas unidades do cursinho. É preciso apresentar duas fotox 3x4 e cópias do CPF e RG. 

Inscrições para Vestibular 2020 da Unifesspa são encerradas hoje (22)
Interessados nas mais de 300 vagas deverão fazer provas presenciais no dia 13 de dezembro, no Pará

Uninorte (AC) inscreve para o Vestibular 2021 de Medicina
Estão sendo oferecidas 30 vagas e as provas serão realizadas no dia 21 de novembro, no turno vespertino, das 14h às 18h. Elas serão formadas por quatro questões objetivas e uma redação.

FGV disponibiliza cartão da 1ª fase de Direito do Vestibular 2021
Provas estão agendadas para os dias 1º e 02 de novembro, no formato on-line por conta da pandemia.

No RS, UCS inscreve para Vestibular de Verão 2021
Candidatos serão avaliados pela internet. Somente concorrentes às 50 vagas do curso de Medicina farão provas presenciais.

Inscrições do Vestibular 2020 de cursos a distância da UEM (PR) são recebidas
Prazo segue aberto até 18 de novembro e estão sendo oferecidas 1.030 vagas.

Inscrições para Vestibular 2021 de Medicina e Odontologia da SL Mandic (SP) são finalizadas
Nesta edição, o processo seletivo oferece 310 vagas, sendo 250 para o curso de Medicina e 60 para o de Odontologia. Ambas as carreiras são ministradas em turno integral.

Unifor inscreve para o Vestibular 2021/1 para Medicina e demais cursos
O curso de Medicina terá seleção somente por prova presencial e receberá inscrições até 13 de novembro. E os demais cursos têm três possibilidades de avaliação.

Prevupe (PE) oferta aulas gratuitas on-line para as provas do Enem 2020
Por conta do distanciamento imposto pelo coronavírus, as aulas também serão ofertadas no formato digital.

IFPE altera Vestibular 2021 por conta da pandemia do novo coronavírus
Ainda não foi divulgado nenhum cronograma mas todos os detalhes do próximo processo de ingresso serão anunciados até o final deste ano.