Logo Super Vestibular
  1. Home
  2. Enem
  3. Dicas para o Enem
  4. Dicas de Ciências Humanas para o Enem
  5. Abordagens sobre a Redemocratização do Brasil no Enem

Abordagens sobre a Redemocratização do Brasil no Enem

Neste texto você conhecerá algumas abordagens sobre a Redemocratização do Brasil no Enem e verá a análise de uma questão sobre este tema também.

Publicado por Cláudio Fernandes
Posse do presidente Fernando Collor, em 15 de março de 1990*
Posse do presidente Fernando Collor, em 15 de março de 1990*

Olá pessoal! Tudo certo?

No texto de hoje trazemos para vocês algumas dicas sobre as abordagens que o Enem pode fazer acerca do período de Redemocratização do Brasil, que vai desde 1979 até 1989. Trazemos também a análise de uma questão do Enem de 2011, especificamente sobre o “Movimento dos Caras Pintadas”, organizado por estudantes em 1992, que contribuiu para o Impeachment (processo de afastamento de cargo político) do presidente Fernando Collor de Melo, o primeiro presidente a ser eleito por voto popular após a redemocratização.

O processo da redemocratização do Brasil começou a ser engendrado no ano 1979, ainda no governo do último presidente militar, João Batista Figueiredo, que anistiou militares e revolucionários que haviam cometido crimes nos anos anteriores. Gradativamente, o regime militar abriu espaço para a reestruturação e reabilitação de partidos políticos e para a ocupação civil da chefia do governo federal. A participação popular neste processo foi decisiva, sobretudo o movimento pelas eleições diretas, conhecido como “Diretas Já, que teve enorme força entre 1982 e 1984.

As eleições presidenciais, no entanto, restringiram ao voto indireto, por parte de parlamentares – e não aberto a toda população. O presidente eleito neste pleito indireto foi Tancredo Neves, que morreu sem tomar posse, de modo que seu vice, José Sarney, assumiu o cargo de primeiro presidente civil após o Regime Militar iniciado em 1964. O governo de Sarney ficou caracterizado por amplos problemas econômicos e pela tentativa de solução com o Plano Cruzado.

Soma-se aos acontecimentos desta segunda metade da década de 1980 a realização da Assembleia Nacional Constituinte, em 1987, que produziu o texto constitucional promulgado em 1988. A Constituição de 1988 incorporou novas perspectivas sobre a cidadania e os direitos humanos no Brasil e garantiu as bases para as instituições nacionais e para as primeiras eleições diretas que se realizaram no ano seguinte. Com o processo de redemocratização do Brasil e a elaboração da carta constitucional de 1988, as eleições diretas de 1989 levaram ao cargo da presidência o alagoano Fernando Collor de Mello, que foi afastado do poder por pressão popular e por processo instituído pelo Congresso Nacional em 1992. Os motivos estavam sobretudo relacionados a escândalos de corrupção e inabilidade administrativa.

Todos esses acontecimentos são muito importantes para a realização da prova do Enem. Boa parte das questões sobre História do Brasil que o Enem elabora toma como ponto de partida os temas da cidadania, das lutas por direitos, das lutas pela liberdade etc. O processo de afastamento, ou impedimento, do cargo de presidente, sofrido por Fernando Collor, consistiu numa espécie de expressão de uma cultura democrática que se formou a partir do início da década de 1980.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A questão 03 do caderno azul, número 1, do Enem de 2011 fez uma abordagem exatamente sobre esta “cultura democrática”, tomando como cerne o “Movimento dos Caras Pintadas” – organização estudantil que foi às ruas em 1992 para exigir ética na política e o afastamento de Collor. Vejamos a questão. A alternativa correta está marcada na cor verde.

O Movimento dos Caras Pintadas foi abordado pelo Enem em 2011, no contexto da Redemocratização do Brasil
O Movimento dos Caras Pintadas foi abordado pelo Enem em 2011, no contexto da Redemocratização do Brasil

Repare que a questão se estrutura a partir da apresentação de uma imagem. A imagem é de 1992 e retrata alguns jovens com o rosto pintado com as cores do Brasil, integrantes do Movimento dos Caras Pintadas. A questão exige que o candidato aponte a alternativa que indique que postura assumiu essa juventude imbuída do “sentimento cívico” que a conduziu às ruas.

Como vimos nos parágrafos acima, o Movimento dos Caras Pintadas estava inserido dentro de uma “cultura democrática” formada durante a década de 1980, em meio às lutas pelos direitos e pelo exercício da cidadania. A campanha das Diretas Já, como também está posto acima, foi anterior à primeira eleição direta (ocorrida em 1989) – portanto a alternativa A pode ser eliminada. A Lei da Ficha Limpa só foi discutida e aprovada no século XXI – elimina-se a alternativa B. A internet só funcionou no Brasil na segunda metade da década de 1990 e só se tornou popular também no século XXI (elimina-se a alternativa C). Não houve luta armada no Brasil após a Lei da Anistia, de 1979 (elimina-se a alternativa D). Resta a opção “tornou-se porta-voz da sociedade e influenciou no processo de impeachment do então presidente Collor” (que traz a alternativa E, a correta).

Percebam que um bom domínio dos conteúdos impede que vocês confundam períodos históricos e assinalem alternativas incorretas. Uma boa leitura também é decisiva para ter um bom desempenho na prova da área de Ciências Humanas e suas Tecnologias. Fiquem atentos a isso!

Bons estudos!

* Créditos da imagem:

Agência Brasil

Veja também

IFMS recebe inscrições de vagas remanescentes via Enem
A seleção será feita mediante a nota mais alta alcançada pelo candidato na prova do Enem dos anos de 2019, 2018 ou 2017.

2ª chamada do Vestibular de Inverno 2020 da PUC-Rio é liberada
Matrículas dos calouros são virtuais e seguem até 17 de agosto. Seleção foi realizada com o Enem.

Enem 2020: mais de 47 mil pessoas terão atendimento especializado nas provas
Inep, que organiza o exame educacional, explicou como será aplicação de provas para grávidas, lactantes, idosos, surdos, cegos, entre outros

Resultado do Vestibular 2020/2 de Enfermagem da Faculdade Einstein (SP) é divulgado
Candidatos aprovados estão recebendo por e-mail as orientações para a matrícula, que será ainda nesta semana.

Provas do Vestibular 2020/2 da URCA (CE) são adiadas por conta do coronavírus
Provas estavam agendadas para os próximos dias 15 e 16 de agosto em seis cidades do estado. Novo cronograma deve ser liberado em breve.

Resultado do Vestibular 2020/2 EaD da UEPG está disponível
Para participar, os concorrentes precisaram apresentar o histórico escolar do ensino médio. A seleção foi feita por meio de análise das notas e a classificação por ordem decrescente das notas. 

UFGD, no MS, muda cronograma do Vestibular 2021
Instituição fez alteração com o objetivo de diminuir risco de contaminação pelo coronavírus para os candidatos

Pré-vestibular gratuito 2020 em Limeira (SP) inscreve para turmas on-line
Oferta é de 500 vagas. Aulas serão ministradas pela Unicamp em salas virtuais.

No RS, UFPel recebe inscrições para Vestibular EaD 2020/2
Interessados nas mais de 800 vagas serão selecionados por meio de uma redação, que deverá ser produzida e enviada pela internet

UEL recebe pedidos de isenção e redução de taxa do Vestibular 2021
O benefício da isenção total ou desconto parcial vai depender da renda do candidato. Os estudantes deverão se inscrever entre os dias 14 de setembro a 30 de outubro.

UERJ divulga novo cronograma de reclassificações do Vestibular 2020
O calendário foi suspenso antes da matrícula dos aprovados na 2ª reclassificações em razão da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Fatecs (SP) divulgam resultado do Vestibular 2020/2
Devido a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) as matrículas deverão ser realizadas on-lin, através do link informado pelas Fatecs.