Logo Super Vestibular
Whatsapp icon Whatsapp

Como fazer uma redação nota mil no Enem

Professores de redação mostram passo a passo para mandar bem no texto e alcançar a nota máxima no Enem.

Publicado por Silvia Tancredi

Imagina a seguinte cena: você pega suas notas do Enem e verifica que tirou nota mil na redação. Para alguns, seria uma surpresa ou até um sonho. Mas, para você, poderia ser o resultado de tanto treino e dedicação.

Mas, e como obter a nota 1000 na redação do Enem? Conversamos com dois professores de redação, os quais deram dicas valiosas para você se dar bem no texto e conquistar os pontos que tanto deseja. 

Para começar, vamos relembrar as particularidades da prova de redação do Enem. Você vai receber uma proposta de tema, que geralmente é um assunto social ou uma questão-problema, e alguns textos motivadores nos quais você poderá se basear para construir sua linha de raciocínio. 

Em seguida, você vai elaborar um texto dissertativo-argumentativo, que precisa ter uma proposta de intervenção ou uma solução que possa ser aplicada para resolver ou, pelo menos, atenuar o problema em questão. 

Veja os temas de redação que já caíram no Enem

Como conseguir uma redação nota 1000

Agora que você já relembrou como é a redação do Enem, anote os quatro passos que o professor de redação do Mundo Educação, Guga Valente, montou para você tirar nota mil na redação. 

1) Cuidado com as palavras

O professor recomenda que você tenha bastante atenção à grafia das palavras. É interessante variar também o seu repertório, evitando repetir as palavras. Para isso, abuse de sinônimos. 

“Outra sugestão importante é lembrar de usar as palavras que estão no tema da redação ao longo do texto. Tenha atenção para não usar subtemas e acabar fugindo do assunto principal”, diz Guga.

2) Cuidado com o tema e a estrutura da redação dissertativa

“Leia o tema várias vezes até interpretar corretamente o que está sendo pedido. Também preste atenção ao que dizem os textos motivadores e construa sua própria opinião”, aconselha o professor. 

Guga destaca que, para tornar o texto atrativo, você deve usar referências de várias áreas de conhecimento que já estudou ou leu. “Referências culturais são muito importantes para ter nota mil na redação do Enem. Você pode mencionar filmes, poetas, filósofos, sociólogos, historiadores ou até aquela série de que tanto gosta, desde que esteja conectada ao tema”, enumera. 

Para facilitar a sua vida, o professor montou um projeto de redação do Enem. Veja:

1º parágrafo: introdução com tese

Tente montar uma introdução que consiga antecipar as outras partes do texto, como se fosse uma síntese da redação. Preferencialmente, já mencione aspectos que serão resolvidos na proposta de intervenção. 

2º e 3º parágrafos de desenvolvimento: aborde o problema

Faça relação com o que foi apresentado anteriormente de uma forma natural, espontânea. Evite que os parágrafos fiquem flutuando e as ideias, sem sentido. 

4º parágrafo de conclusão: proposta de intervenção 

Solucione os problemas citados, seguindo a mesma linha de raciocínio usada ao longo do texto. Assim, o avaliador vai ler sua redação do Enem e notará sequência nas ideias apresentadas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

3) Cuidado com a coerência

Para Guga, manter a coerência ao longo do texto é estabelecer a manutenção lógica do tema. “Mostre argumentos que sustentem seu posicionamento. Defenda aquilo que, de fato, você acredita para que o seu texto faça sentido e seja mais fácil de ser compreendido pelo avaliador”, salienta.

4) Cuidado com a coesão

Os elementos de coesão conduzem o leitor dentro do texto fazendo com que a coerência passe por todas as partes do texto de modo natural e lógico. Para isso, a recomendação do professor de redação é usar conectivos como placas que guiam o leitor, tais como pronomes, sinônimos, expressões resumitivas etc.

“Coesão sequencial é aquela que faz com que o texto progrida. A redação deve ser como uma máquina que segue para a frente. As conexões entre os parágrafos devem ser claras. Use elementos de coesão de modo variado, como, por exemplo, orações coordenadas e subordinadas para ter uma boa argumentação”, recomenda.
Antes de montar o seu parágrafo na redação do Enem, a dica é responder estas perguntas:

  • Quem? (agente)
  • O quê? (ação)
  • Como? (o meio, o modo)
  • Para quê? (finalidade)

Competências

Para montar essas dicas, o professor Guga baseou-se nas cinco competências da redação do Enem avaliadas pela banca. Cada uma delas vale 200, totalizando os mil pontos que sua redação pode ter.

A professora de Língua Portuguesa e especialista em redação Elaine Antunes, idealizadora do Curso Escreva, comenta abaixo cada uma dessas competências e mostra como você pode obter 200 pontos em cada uma.

Professora Elaine Antunes
Professora Elaine Antunes explica as cinco competências da redação do Enem

1° Competência: domínio da escrita formal da língua portuguesa

Nessa competência, a professora explica que o estudante precisa demonstrar conhecimento da norma padrão, além da estrutura sintática, com frases bem estruturadas, que devem atribuir a fluidez na leitura. “Assim, o texto deve facilitar a leitura da banca, sendo rápido e compreensível”, resume.

Como tirar nota 200? Fazer uso adequado de acentuação, ortografia, hífen; regência, concordância, pontuação, maiúsculas/minúsculas, separação silábica (translineação), emprego de pronomes e crase. 

Veja os erros mais cometidos na competência 1 da redação do Enem

2° Competência: compreender o tema e não fugir do que é proposto

Eliane comenta que, na segunda competência da redação do Enem, banca avaliadora verifica se o aluno aplicou conceitos de várias áreas do saber (repertório sociocultural) e se adotou a estrutura do texto dissertativo argumentativo.

Como tirar nota 200? Ler atentamente o tema e destacar as palavras-chave para abordar todos os aspectos solicitados pela banca; montar a estrutura correta do texto, que deve ter de 4 a 5 parágrafos; ler mais antes de começar a prova e fazer resumos teóricos que possam ser usados como repertório sociocultural. 

3° Competência: selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista

A professora afirma que, nessa competência, o avaliador verificará a coerência do texto. Por exemplo, segundo ela, é fundamental elaborar propostas de intervenção segundo os problemas apresentados no texto.

Como tirar nota 200? Apresentar na introdução a tese e seus argumentos que devem ser desenvolvidos na ordem apresentada. Além disso, o candidato deve retomar a tese na conclusão e encerrar com uma frase de finalização para o texto. 

4° Competência:  Conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação

Nessa competência, de acordo com Elaine, o avaliador verificará se os conectivos e pronomes são usados de modo adequado e diversificado ao longo do texto.

Como tirar nota 200?  Evitar repetições de palavras; usar elementos coesivos no início dos parágrafos e diversificar os conectivos.

5° Competência: Respeito aos direitos humanos

“Será avaliada nessa competência a capacidade de buscar soluções através da proposta de intervenção. Infringir os Direitos Humanos fará com que o candidato perca 200 pontos nesta competência”, ressalta a professora.

Como tirar nota 200? Apresentar cinco elementos básicos para propostas de intervenção, como: ação; agente; modo/meio de execução dessa ação; seu efeito, finalidade e detalhamento.

Veja também

Inscrições para o Vestibular 2022/2 do IFS já podem ser feitas
Interessados têm até 9 de junho para se inscrever. São 295 vagas para cursos de graduação.

Inscrições abertas para cursinho gratuito pré-Enem no Pará
São 3 mil vagas para curso nas modalidades presencial e online.

Facape (PE) adia prova do Vestibular 2022/2 de Medicina
Avaliação aconteceria neste domingo (22) para candidatos da ampla concorrência.

Notas da 1ª e 2ª etapas do Pism 2022 da UFJF já podem ser consultadas
Candidatos podem interpor contra o desempenho informado nesta quarta-feira (18), das 9h às 16h

UFSC abre inscrições para Vestibular 2022/2 de vagas remanescentes
Prazo fica aberto até o dia 26 de maio. Pedidos de isenção da taxa de inscrição são aceitos até o próximo dia 20.

IFRO está com inscrições abertas para o Vestibular 2022/2
No ato da inscrição, os candidatos deverão escolher por qual modalidade desejam concorrer, se pelo Histórico Escolar ou se pelo aproveitamento das notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Emescam (ES) solta resultado do seu Vestibular 2022/2
Para acessar o resultado, o candidato deverá clicar no link correspondente ao seu curso.

Inscrições do Vestibular 2022 da Uesb são prorrogadas até amanhã (18)
As provas do processo seletivo da Uesb serão aplicadas nos dias 05 e 06 de junho. Na ocasião, os participantes deverão responder 85 questões objetivas.

UEM libera 2ª chamada do Vestibular e do PAS 2021
Candidatos convocados devem solicitar matrícula pela internet entre hoje (16) e amanhã (17).

UEMA informa locais de provas do PAES 2022
Candidatos farão avaliação no próximo dia 22, das 13h às 18h.

Inscrições do Vestibular 2022/2 da UEG já podem ser feitas
Provas serão realizadas no dia 7 de agosto.

Pedidos de redução de taxa do Vestibulinho 2022/ já podem ser feitos
As Etecs vão disponibilizar computador e acesso à internet aos interessados na redução da taxa do Vestibulinho.