Logo Super Vestibular
  1. Home
  2. Notícias
  3. Estudante supera medo da redação e obtém nota 1000 no Enem

Estudante supera medo da redação e obtém nota 1000 no Enem

Jovem do Rio Grande do Norte revela como venceu o medo da redação e dá dicas para obter nota máxima no Enem

Publicado por Silvia Tancredi
22/01/2020 10h38 , atualizado em 22/01/2020 10h41

“Eu tinha muito medo de redação. Eu escutava ‘redação’ e me tremia todinha”. Esse era o sentimento de Nayra Delany de Amorim Alves, 18 anos, de Rio Grande do Norte (RN), uma das 53 pessoas que tiraram nota 1.000 na redação do Enem 2019

Quase 4 milhões de inscritos fizeram a prova de redação no dia 3 de novembro, cujo tema foi “Democratização de acesso ao cinema no Brasil”. Alguns consideraram o tema fácil, enquanto outros ficaram surpresos, achando o assunto difícil por ser muito específico. 

Nayra concorda com o segundo time. “Achei o tema específico e penso que nenhum cursinho trabalhou esse assunto em particular. Pode ter trabalhado cultura, mas cinema não. Na hora de desenvolver a redação, a fiz baseada em cultura”, relembra.

Leia a correção comentada da redação do Enem 2019

Medo

Para driblar o tal medo, em especial de não saber nada sobre o tema, Nayra comenta que fazia todos os temas de redações que apareciam pela frente. “Por eu ter esse medo, focava bastante na redação. Eu vi minha evolução durante o ano. Fui para a prova do Enem bem confiante”. 

Mas, na hora do Enem 2019, nem tudo foram flores para a jovem. Conforme ela conta, quando sentou na cadeira na sala e abriu a proposta de redação, viu que o tema era cinema, algo tão específico, aí bateu aquele gelo.

“Eu saí da prova meio pra baixo, com aquela coisa: fiz o que tinha pra fazer, mas não acho que foi minha melhor redação. Por isso, a nota foi uma surpresa muito grande”, comemora.

A estudante estava na autoescola quando saiu a nota 1.000 na redação. “Eu comecei a chorar no cantinho, na última cadeira e escondendo para ninguém ver”.

Veja como tirar nota 1.000 na redação do Enem

Preparação

Natural de Pau dos Ferros, no Rio Grande do Norte, Nayra mudou-se para a capital do Ceará para se preparar melhor para vestibulares de Medicina. "Em Fortaleza há melhores cursinhos", explica a estudante.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

“Medicina é um sonho desde pequena. Sempre tive isso na minha cabeça e me dediquei bastante. Quando era pequena, pedi para o meu pai um esqueleto para estudar todos os ossos porque sabia que queria ser ortopedista”, conta, emocionada. 

Nayra quer usar notas do Enem 2019 para tentar ingressar
em curso de Medicina

Por saber da importância de ter uma nota boa na redação para conseguir passar para Medicina, Nayra resolveu fazer o cursinho específico de redação do professor Diego Pereira, conhecido por ter outros estudantes que conseguiram nota 1000. “Minhas notas no ensino médio eram muito baixas, então eu vi que tinha que sentar, ler e praticar para melhorar”, analisa.

O curso é ministrado uma vez por semana. Segundo a estudante, no início ela fazia uma redação por semana, mas, mais perto do Enem, escrevia quatro ou cinco textos por semana. 

“Eu tinha um medo surreal de cair um tema que não sabia, então anotava todos os temas e escrevia dissertações", afirma Nayra.

Para a jovem, a específica de redação foi muito importante e a ajudou muito. “O curso foi uma benção em minha vida. O professor é um profissional excelente”, elogia. 

Saiba como escolher um cursinho pré-vestibular

Dicas

A estudante nota 1.000 na redação do Enem 2019 divide várias dicas para você também conseguir esse feito. Anote!

    • Pratique muito. Escreva bastante!
    • Assista aos telejornais.
    • Leia muito para ter repertório para escrever sobre qualquer tema. Os corretores gostam que você relacione o tema com história e filosofia, por exemplo.
    • Não se preocupe com o tema, você tem que ter método. 
    • Mantenha a calma. Sei que é clichê, mas controlar a ansiedade é essencial. 

Assista às nossas videoaulas

Veja também

Unicamp antecipa divulgação do resultado do Vestibular 2021
As notas dos candidatos do Vestibular 2021 deverão ser liberadas na quarta. A matrícula virtual será recebida no dia 15 de março, das 09h às 17h.

UFMS divulga resultado do Vestibular 2021 e 3ª etapa do PASSE 2020
Processos seletivos foram realizados no final de janeiro em 11 cidades do Mato Grosso do Sul

MEC libera consulta às vagas que serão oferecidas no SiSU 2021/1
Sistema oferecerá 209.190 vagas em 5.685 mil cursos de graduação em 110 instituições públicas

UFRR disponibilizará mais de 700 vagas no SiSU 2021/1
Oferta é de 37 cursos de graduação. Para a carreira de Medicina, por exemplo, são 16 vagas.

Unesp adia Testes de Habilidades do Vestibular 2021 por causa do coronavírus
Provas de aptidão estavam marcadas para o próximo domingo (7). Testes são para cursos como Arquitetura e Música.

Cursinho social gratuito 2021 no Rio de Janeiro inscreve para novas turmas
Pré-vestibular prepara estudantes de baixa renda para processos seletivo e Enem 2021

UFRB recebe inscrições do Vestibular 2020/2 para cursos de Matemática, Música Popular Brasileira e Artes
O prazo vai até 11 de março e não há cobrança de taxa. A oferta da UFRB é de 450 vagas, metade para cada grupo de candidatos.

UFSCar recebe inscrições para Vestibular EaD 2021 de Pedagogia
Interessados nas 150 vagas serão avaliados por meio de análise das notas do Enem 2015 a 2019

Resultado do Vestibular 2021 via Enem do IFPA é publicado
As 442 oportunidades foram oferecidas via notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Foram aceitas as edições de 2017, 2018 e 2019.

Resultado da lista de espera do ProUni 2021/1 é liberado
Próxima etapa dos pré-selecionados é confirmar informações prestadas no momento da inscrição de 8 a 12 de março

Ceará: URCA divulga resultado do Vestibular 2020/2
Processo seletivo ocorreu nos dias 6 e 7 de fevereiro em seis municípios do estado

UFT oferta quase mil vagas no SiSU 2021/1
A UFT oferecerá vagas nas seguintes modalidades de concorrência, de acordo com a existência de vagas em cada modalidade: ampla concorrência, ações afirmativas (Indígenas e Quilombolas) e Lei 12.711/12 (Sistema de Cotas para Escolas Públicas).