Logo Super Vestibular
Whatsapp icon Whatsapp
  1. Home
  2. Notícias
  3. 10 erros que você não pode cometer na redação do Enem 2021

10 erros que você não pode cometer na redação do Enem 2021

Fugir ao tema e não defender seu ponto de vista são erros que não podem ser cometidos no texto do exame educacional

Publicado por Silvia Tancredi
16/11/2021 09h10
Não defender seu ponto de vista é um dos erros que você não pode cometer na redação
Não defender seu ponto de vista é um dos erros que você não pode cometer na redação

Obter nota mil na redação do Enem 2021. Esse é o sonho de muitos estudantes que vão fazer o maior exame educacional do Brasil nos dias 21 e 28 de novembro. Mas, mesmo não conseguindo realizar esse sonho, alguns jovens se contentariam em obter desempenho suficiente no texto para conseguirem ser aprovados no curso superior que tanto desejam.

Sabendo da importância de mandar bem na redação do Enem, especialistas da área de educação sempre dão dicas do que fazer na hora da prova, como, por exemplo, escrever de forma lógica e organizada, adotar uma estratégia ou modelo na hora da produção do texto, usar um bom repertório cultural, usar citações, entre outras. 

Leia também: dicas de estudantes que tiraram nota 1.000 na redação do Enem

Mas, para atingir a pontuação esperada na sua redação, você também não pode cometer alguns erros considerados clássicos pelos avaliadores do texto. Conforme a Cartilha da Redação do Enem, elaborada pelo Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), os equívocos são fatais e não só podem comprometer o seu desempenho no texto, como também fazer com que você tire nota zero. 

Confira, a seguir, dez erros que você não pode cometer na redação do Enem:

1 - Não ter domínio da língua portuguesa

Na hora de corrigir a redação do Enem, os avaliadores levam em consideração cinco competências. A primeira delas é que você tenha domínio da língua portuguesa. Para isso, você deve se comunicar pela sua escrita obrigatoriamente de maneira formal e usando a norma-padrão do nosso idioma.

Segundo a Cartilha da Redação do Enem, você precisa ficar ligado a estes itens no momento de construir seu texto:

Veja os erros mais cometidos na competência 1 da redação do Enem

2 - Não entender a proposta de redação

“Leia várias vezes a proposta da redação do Enem até compreendê-la”. Essa é a dica do professor de redação do Mundo Educação, Guga Valente. Depois, você precisa refletir sobre o assunto de forma breve, mas efetiva. Caso seja possível, antes de começar a redação, já crie um “esqueleto” do texto, seja na sua cabeça, seja na folha de rascunho. Em seguida, parta para a produção do texto em si.

Lembre-se: caso não entenda sobre o que deve escrever, as chances de desenvolver um texto de forma equivocada aumentam e, com isso, tirar nota zero na redação pode ser uma grave consequência.

Saiba como é avaliada a competência 2 da redação do Enem

3 - Fugir do tema

O tema apresentado pela organização do Enem é aquilo que vai nortear todo o seu texto. Por isso, você deve abordar o assunto de forma clara e explícita. 

O professor Guga Valente comenta que, muitas vezes, o estudante começa falando de um assunto, evolui para outro e, ao final do texto, escreve sobre algo totalmente diferente. “Isso é fugir ao tema e pode resultar em nota zero na redação do Enem”, alerta.

Fique ligado: Guga reforça: todos os parágrafos da sua redação têm que remeter ao tema.

4 - Não defender seu ponto de vista

A redação do Enem deve ser um texto dissertativo-argumentativo, ou seja, você precisa demonstrar e defender um ponto de vista sobre o tema em questão. Para isso, você deve expôr sua opinião e adotar argumentos para tentar convencer o leitor de que o seu pensamento tem coerência. 

A Cartilha já alerta: “deve-se elaborar um texto que apresente, claramente, uma ideia a ser defendida e os argumentos que justifiquem a posição assumida por você em relação à temática da proposta de redação”.

Confira 5 passos para escrever um bom texto dissertativo-argumentativo 

5 - Não respeitar os direitos humanos

Alguns temas da redação do Enem são considerados polêmicos especialmente por se tratarem de assuntos muitos discutidos na sociedade. A Competência 5 avaliada na redação do Enem reforça que, em hipótese alguma, você pode ferir os direitos humanos.

Mas, o que seria ferir esses direitos? De acordo com a Cartilha, podemos citar os exemplos abaixo:

  • Desrespeitar a diversidade de raças, etnias, gêneros;

  • Usar termos violentos, que incitem algum tipo de agressão;

  • Adotar discursos de ódio ou defesa da tortura.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

6 -  Não apresentar proposta de intervenção

Sequência para usar a proposta de intervenção
da redação do Enem, conforme o Inep

A redação do Enem é um estilo de texto específico. Você vai receber um tema e defender seu ponto de vista. Mas, além disso, você precisa apresentar ao leitor uma proposta de intervenção social, ou seja, uma forma de resolver a questão-problema apresentada. Caso você apenas explique sua opinião, a redação ficará incompleta e sua nota, comprometida.

Veja as perguntas que você deve responder ao elaborar a sua proposta de intervenção da redação do Enem:

  1. O que é possível apresentar como solução para o problema?

  2. Quem deve executá-la?

  3. Como viabilizar essa solução?

  4. Qual efeito ela pode alcançar?

  5. Que outra informação pode ser acrescentada para detalhar a proposta? 

Saiba como apresentar a proposta de intervenção na redação do Enem

7-  Copiar textos motivacionais 

Você vai abrir a proposta de redação e terá à vista os recortes ou textos motivacionais, os quais serão um apoio para construir o seu texto. Mas, atenção, você não pode copiar esses trechos. 

Veja abaixo o que diz a Cartilha:

"A recorrência de cópia é avaliada negativamente e fará com que sua redação tenha uma pontuação mais baixa ou até mesmo seja anulada como Cópia"

O ideal é que você já chegue à prova com seu próprio repertório sociocultural, por meio do qual você mostrará ao avaliador suas leituras e experiências específicas. Você pode citar autores que são sua refência, personalidades que admira, filmes ou séries de que gosta, etc.

Veja como usar citação na redação do Enem

8 - Não reservar tempo suficiente para produção do texto

Especialistas em educação acreditam que priorizar a redação do Enem é uma “estratégia de sobrevivência”. O texto será elaborado no primeiro dia de provas, que terá 5 horas e meia de duração. Nesse mesmo dia, você ainda terá que resolver 90 questões de Linguagens e Códigos e Ciências Humanas. Sendo assim, o ideal é que você separe um tempo específico para a redação.

 “Quando pegar a sua prova do Enem, comece pela redação, pois o texto representará de 20% a 50% do valor total da prova (dependendo da instituição de ensino escolhida pelo aluno). Você deve gastar no máximo 1 hora e 30 minutos para realização do rascunho e confecção da redação. Por isso, organize seu tempo”, orienta o Professor de História e orientador educacional, Alfredo Terra Neto, do curso pré-vestibular Oficina do Estudante de Campinas (SP). 

Leia também: como conciliar seu tempo durante a prova

9 - Assinar a redação 

Esse é um erro que pode resultar na temida nota zero da redação, uma vez que você, de modo algum, pode se identificar na prova. Conforme a Cartilha do Inep:

"Colocar assinatura, nome, iniciais, apelido, codinome ou rubrica fora do local devidamente designado para a assinatura do participante é um dos motivos de se atribuir nota zero na redação".

10 - Não ter letra legível

Por fim, caso você tenha uma letra considerada “diferente dos padrões”, você precisa treinar antes da prova para conseguir escrever com uma letra que possa ser lida tranquilamente pelo avaliador. O Inep ressalta que letras ilegíveis não poderão ser avaliadas e os estudantes poderão ganhar nota zero na redação. 

Veja também

Resultado do ProUni 2022/2 é liberado
Agora, os candidatos selecionados precisam comprovar as informações e apresentar a documentação para as instituições até o dia 17 de agosto.

UFVJM (MG) recebe inscrições para Sasi 2022 até hoje (10)
Entre os cursos estão Medicina (em Diamantina e Mucuri), Zootecnia, Agronomia, Fisioterapia, Turismo e Engenharia Agrícola e Ambiental. 

Provas e gabaritos do PSI 2022 da UFAM estão disponíveis
Os vestibulandos fizeram a avaliação às 08h15 nos dois dias. No primeiro dia a prova se encerrou às 13h15, já no segundo o exame foi até às 12h15.

2ª chamada do Vestibular 2022/2 da Unemat está disponível
Matrículas podem ser feitas pela internet nos dias 9 e 10 desta semana.

Inscrições para o Fies 2022/2 estão abertas
São disponibilizados 44.370 financiamentos na edição do segundo semestre. Inscrições vão até esta sexta-feira (12).

Unemat disponibiliza resultado do Vestibular Especial 2022/2 via Enem
Foram oferecidas neste vestibular o total de 651 vagas no formato presencial.

Unitins abre inscrições para Vestibular 2022/2 de cursos tecnológicos
São ofertadas 1 mil vagas em doze cidades tocantinenses.

Inscrições para o Vestibular 2023 da Faculdade Santa Casa de São Paulo estão abertas
A oferta é de 510 vagas, sendo 180 para o curso de Medicina, 80 para Enfermagem, 50 para Fonoaudiologia, 100 para Tecnologia em Radiologia e 100 para Tecnologia em Sistemas Biomédicos.

UEG divulga gabarito do Vestibular 2022/2
O caderno de provas do Vestibular ainda não foi disponibilizado pela Universidade.

Inscrições abertas para o Vestibular 2023 da Faculdade Albert Einstein
São 500 vagas para os cursos de Medicina, Administração, Engenharia Biomédica, Fisioterapia, Odontologia e Enfermagem.

2ª chamada do Vestibular 2022/2 das Fatecs (SP) é publicada
Os aprovados precisam ficar atentos à documentação solicitada para validação do processo no ato da matrícula.

Hoje é o último dia para se inscrever no Vestibular Adicional 2022/2 da UFRGS
Os candidatos serão selecionados por meio do desempenho obtido no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e edições anteriores do vestibular da UFRGS.